Lula reitera que Dilma receberá 'herança bendita'

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a dizer hoje, na 36ª Reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), que, ao contrário do que ocorreu com ele, a presidente eleita, Dilma Rousseff, receberá uma "herança bendita" ao assumir o governo no próximo ano. Lula lembrou que a primeira pessoa a usar a expressão "herança maldita" foi o seu então ministro da Fazenda, Antonio Palocci, no momento da posse, em 2003, ao apresentar os dados da transição. Palocci será o ministro-chefe da Casa Civil do governo Dilma. "Outro foi o Obama, que recebeu uma herança maldita impagável, as hipotecas subprime", disse Lula.

Segundo o presidente, quando Dilma assumir, ela irá governar o País que tem as três maiores hidrelétricas em construção em todo o mundo (Santo Antônio, Jirau e Belo Monte), três grandes ferrovias em construção (como a Oeste-Leste e a Norte-Sul), além do maior investimento da história na indústria petrolífera. Lula também elogiou o modelo de partilha dos royalties do petróleo do pré-sal aprovado ontem na Câmara. "Esse é o melhor sistema para o País ser dono de suas riquezas, ao contrário do que ocorreu no passado", afirmou.

Entre as realizações de seu governo que classificou como positivas dentro dessa "herança bendita", Lula também citou o canal do Rio São Francisco e o crescimento do microcrédito no Brasil. O presidente aproveitou para elogiar a atuação do ministro da Fazenda, Guido Mantega, que já foi confirmado no cargo no próximo governo. Por fim, Lula disse que apesar dessa herança, Dilma terá de enfrentar preconceitos. "O preconceito é a mais grave doença, pior do que o câncer. A pessoa que tem preconceito está morta por dentro, como se fosse um zumbi, sempre torcendo para as coisas não darem certo."

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |