Vaga de Marinor e Flexa confirmados.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010.
PSOL comemora confirmação do mandato de Marinor Brito para o Senado Federal
Placar de 7 x 3 na corte do STF confirmou a validade da lei Ficha Limpa para as eleições de 2010 na última quarta-feira, 27.
 
   
O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) comemorou na última quarta-feira, 27, mais uma vitória dos anseios do povo brasileiro contra corrupção na política. A confirmação do mandato da senadora eleita pelo Pará, Marinor Brito, a partir da validade da Lei Ficha Limpa para as eleições de 2010 – referendada pela corte do Supremo Tribunal Federal (STF) – representa a renovação no Senado e o posicionamento de grande parte dos eleitores que optaram por candidatos pautados pela ética e honestidade.

Marinor afirma está orgulhosa de fazer parte desse quadro e de representar o sentimento de mudança do povo brasileiro. “Estou feliz não só pelo resultado, mas por ser protagonista na disputa eleitoral identificada pelo povo do Pará como candidata ficha limpa”, analisa.

A senadora eleita acredita que os eleitores conseguiram uma vitória histórica com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a confirmação pelo STF. “A população atuou diretamente na elaboração do projeto que originou a lei, no acompanhamento e na cobrança que fosse aplicada ainda este ano”.

Além de Marinor, a bancada do PSOL no Senado contará com a presença de Randolfe Rodrigues, eleito no Amapá.

Com a decisão pela validade da lei Ficha Limpa, o PSOL também conquistou outra vitória: a inelegibilidade do ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, por 16 anos. Ele também está enquadrado na lei por ter renunciado ao mandato de senador em 2007.

Votação - Na tarde de ontem, 27, o Supremo Tribunal Federal julgou o recurso de Jader Barbalho em que alegava a inconstitucionalidade da lei Ficha Limpa por vetar candidaturas de políticos que renunciaram ao mandato para fugir da cassação - o que ocorreu com Jader quando era senador em 2001. Na votação final, o placar ficou em 7 x 3 pela impugnação da candidatura dele ao Senado pelo Pará.

Como Paulo Rocha (PT), que ficaria em terceiro lugar, também está enquadrado na lei pelo mesmo motivo, os votos válidos são do senador Flexa Ribeiro, que se reelegeu, e de Marinor Brito. Segundo a senadora, mesmo que Jader ingresse com outros recursos no STF, a decisão já foi tomada pela corte e ela será diplomada pelo TSE.

Perfil - Marinor Brito é agrimensora formada pela Escola Técnica Federal do Pará e professora diplomada pela Escola Superior de Educação Física do Pará (ESEFPA) e atualmente mestranda em educação na UFPA. Elegeu-se vereadora de Belém por três vezes consecutivas: 1996, 2000 e 2004 pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Entre os destaques na atuação parlamentar, presidiu a CPI de Combate ao abuso e a exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Belém, resultando na publicação do livro intitulado Sementes do Futuro.

Em 2005, Marinor rompeu com o Partido dos Trabalhadores (PT), por conta do escândalo do mensalão, e ajudou a construir o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). Atualmente exerce a presidência do PSOL em Belém e foi candidata à prefeitura de Belém nas eleições de 2008.

Aletheia Vieira/Assessoria de Imprensa do senador José Nery

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |