Kassab culpa excesso de chuvas pelo caos e diz que cenário poderia ser pior

terça-feira, 11 de janeiro de 2011.
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), voltou a culpar "o excesso de chuvas" pelo caos na cidade. Segundo ele, a prefeitura está trabalhando "ao máximo" para evitar os transtornos, mas chove "cada vez mais" em São Paulo.
"Os piscinões corresponderam à expectativa", afirmou o prefeito. Segundo ele, as consequências seriam maiores, se não fosse por estas obras. "Todos eles (piscinões) estavam preparados e ajudaram para que a consequência não fosse maior ainda."
Até agora, foram registradas 10 mortes no Estado de São Paulo, sendo quatro na capital paulista, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Há ainda três pessoas desaparecidas.
Choveu durante toda a madrugada de segunda para terça-feira. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), foram registrados 68,8mm de chuva nesse período, o equivalente a 29% para todo o mês de janeiro.
Desde o início do ano até a tarde desta terça, o total de chuvas acumulado na cidade é de 221,2mm, o que equivale a praticamente 93% ao esperado para o mês (239mm). O temporal causou 125 pontos de alagamento - 76 registrados na madrugada e 49 pela manhã. Os rios Pinheiros e Tietê transbordaram.
Kassab falou à imprensa durante o lançamento do projeto "Carnaval de São Paulo: só não vê quem não quer". Ironicamente, uma das áreas mais afetadas pelas chuvas foi a do Sambódromo do Anhembi, que fica ao lado da Marginal Tietê, na Zona Norte. Bairros como Casa Verde, Limão e Freguesia do Ó, que concentram algumas das principais escolas de samba de São Paulo, amanheceram com diversos pontos de alagamento.
Kassab negou falta de investimentos da prefeitura para evitar enchentes. "Existe hoje um volume de investimentos que nunca existiu na cidade de São Paulo," afirmou.

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |