O discurso e o Idiota!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011.

          Como foi noticiado por muitos amigos blogueiros e pela imprensa tradicional a atitude do prefeito de Manaus, se se pode chama-lo de prefeito, alimenta uma atitude que é tomada pelos idiotas que desconhecem a história e a importância de Pará e Amazonas caminharem juntos, se isso é possível? não sei, mas uma rivalidade alimentada por quem acha que o Amazonas é melhor que o Pará ou que o Pará é melhor que o Amazonas é no mínimo ridícula, para não dizer algo pior. É bom saber que existem pessoas dispostas a defender o que é racional como os vereadores da câmara de Manaus que no ato desaprovaram a atitude do prefeito, da nossa senadora Marinor, da OAB Pará, da câmara de Belém e de todos os paraenses como eu que se sentiram revoltados com a atitude do idiota, ops... do prefeito de Manaus.

NOTA DE REPÚDIO DA OAB PARÁ
A seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Estado do Pará vem de público manifestar seu repúdio a infeliz manifestação do excelentíssimo prefeito de Manaus, senhor Amazonino Mendes, que se portou com desdém em relação aos menos favorecidos pela sorte, além de proferir declaração de cunho, manifestadamente preconceituoso, ao laborioso povo do Estado do Pará.

Esperamos que a referida autoridade tenha a grandeza de se retratar, desculpando-se com os pobres, que também ajudaram a elegê-lo, bem como com o povo do Pará – que na pessoa de uma mulher, foi ofendido – a fim de manter o equilíbrio que se deseja entre os entes federativos.

Outrossim, a OAB-PA espera que a partir de agora, o referido agente político se paute em assuntos de real interesse a coletividade."

Por unanimidade, os vereadores de Belém aprovaram voto de repúdio e de persona non grata ao prefeito de Manaus (AM), Amazonino Mendes (PTB), que, em uma discussão registrada por uma equipe de TV anteontem, disse à paraense moradora de Manaus que morresse. O documento aprovado pelos 35 vereadores de Belém será enviado pela Câmara de Belém à Câmara de Manaus e à prefeitura local.

A Procuradoria Geral da República será acionada para interpelar o prefeito  Amazonino Mendes. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira pela senadora  Marinor Brito (PSOL- PA), irritada com o tratamento dispensado pelo prefeito aos paraenses residentes em Manaus, 
Os senadores petistas João Pedro (AM) e Eduardo Suplicy (SP) solidarizaram-se com Marinor e concordaram que o povo paraense é responsável pela construção da cidade de Manaus e pela cultura da Amazônia e que, tanto paraenses quanto pessoas oriundas de outros estados do Norte e do Nordeste, se veem forçados a migrar por falta de condições de sobrevivência em seus estados de origem. Por isso, entendem que Amazonino Mendes deve desculpas não somente à mulher que agrediu verbalmente, mas a todos aqueles que vivem na periferia de Manaus.
- Ainda predomina uma visão escravocrata entre uma parcela importante da sociedade brasileira que não quer lidar com o cotidiano de favelados de centros urbanos, com a realidade de milhões e milhões de cidadãos e cidadãs que são obrigados a morar em condições subumanas - criticou. 
A senadora assinalou que a migração das populações pobres no Brasil não ocorre em razão de estudos ou de opção de trabalho, mas se dá em situação de humilhação, de falta de habitação, de emprego e de atendimento na área da sáude.





Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |