O Egito e a "Democracia".

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011.
 O número de mortos pelos recentes confrontos no Egito chegou a 365, disse o Ministério da Saúde na quarta-feira, segundo a televisão estatal.
A cifra é maior do que os cerca de 300 mortos divulgados pela Organização das Nações Unidas (ONU).
Após 18 dias de protestos populares no Egito, o presidente Hosni Mubarak renunciou na última sexta-feira. O Conselho Supremo Militar assumiu o controle do país, dissolveu o Parlamento e suspendeu a Constituição, iniciando o desmonte dos mecanismos que sustentavam o regime.
E é claro que esses são numeros "oficiais" que dizem a meia verdade, quanto tempo será preciso para as coisas se arrumarem pelas bandas do Egito? por enquanto é uma pergunta sem resposta o povo segue na greve fazendo o contrário do que ordenou o governo militar e segue em rumo da praça tahir para protestar, o protesto é contra tudo e todos, contra o atual goveno(militar), contra o anterior e contra um futuro já que as situações de trabalho e economica são pessímas por lá, só nos resta ficar de olho pra ver no que vai dar essa tentativa da tal de "democracia no Egito!

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |