Do Blog Dias Quentes

terça-feira, 29 de março de 2011.

Tréplica do Blod Dias Quentes

RÉPLICA BLOG DO BRUNO MARQUES a respeito da matéria no Brasil Exste Democracia?
1-Cara Bruna, quando falei que o conceito de Democracia estava incompleto, referi-me apenas ao conceito que você colou na sua postagem que está em negrito inclusive, claro que você pondera a amplitude da democracia. Apenas quis contribuir didaticamente para a formação de um conceito mais amplo de Democracia.
2-Quanto ao seu "recuso" (um tanto forte, não?), devo dizer-lhe que a verdade não é absoluta, mesmo as que são paltadas no empirismo como se propõem as verdades científicas, a verdade é antes uma percepção da realidade, é como a vemos e a compreendemos, nisso está a verdade, pelo menos para as questões subjetivas como esta que discutimos. Portanto não lhe devia causar espécie eu acreditar que não exista mais o monopólio da comunicação, pois é como eu interpreto esta dada realidade, mas não significa que a sua forma de analisar a mesma realidade estaja errada, é só sua forma peculiar de percepção que é diversa da que eu compreendo. Por quê? Vamos às razões.
a) A eleição do ano passado: O momento mais crítico da campanha da Dilma foi no início do segundo turno em que a diferença já apontava empate técnico. Isso aconteceu porque na net foi disseminada informações caluniosas sobre ela (Você não recebeu nenhum e-mail?). Entre as calunias uma das mais devastadoras, dava conta de que Dilma era a favor do aborto, isso surgiu na net, Bruna, e direcionou a campanha dos dois candidatos no segundo turno: A Dilma se defendendo da acusação junto a religiosos de norte a sul do Brasil, e o Serra radicalizando no discurso religioso quando viu que a coisa podia pegar, e quase pega. O estrago só não foi maior porque na própria net os pró Dilma começaram a contra-atacar e nessa contra ofensiva descubriu-se que a esposa do Serra já havia abortado.
Bruna, era comum nas minhas salas de aula, meus alunos, esses mesmos das estatísticas que você cita que não lê blog( e nem livro), que não tem computador, etc... me dizerem que não votariam na Dilma nem o pessoal de sua casa, eu perguntava o porquê, ela é a favor do aborto, como tu sabes?, tá na Internet, professor!, e tu leste isso?, não, me contaram! (Perguntas ao Diego, a Dilma está investindo na blogsfera, ela sentiu a força deste poder e o quer.)
Sabes por que isso acontecia, Bruna? Porque pode até haver monopólio na divulgação massiva de informação, é disso que você está falando, mas a produção da informação, essa não é mais só de um veículo de comunicação, a fonte de informação somos nós, Bruna, que atuamos neste cyber espaço. Tem lugares em que a principal fonte de informação é o blog como em São Miguel e Santa Izabel. 
b) A segunda razão que me faz crer na percepção de realidade que lhe causa espécie é a revolução no mundo árabe. Não tenha dúvida, Bruna, só foi possível por causa da Internet.
Lá não existe só o monopólio da comunicação, lá além disso existe ou existia, o monopólio político , o que é bem pior. Sem os sites de relacionamento não haveria como mobilizar as revoltas públicas.
A Internet possui um poder maior que as pessoas conseguem perceber e isso é só o início.
Bruna, a Globo e a Veja não possuem mais todo esse poder que muitos socialistas estigmatirazam nos anos 80 e 90, àquela época era uma indecência o que esses canais de comunicação faziam. A Veja sacaneou o Lula em 89, publicou uma entrevista com ele nas páginas amarelas, fizeram a transcrição literal da fala do Lula, em quanto era padrão da revista transcrever a entrevista corrigindo os desvios gramaticais.
Quem passou pelas eleíções de 89, 94, 98 sabe o quanto era difícil lutar contra a Globo, pois ela tinha o poder de controlar as ações das pessoas, hoje não passa nem perto do que já foi um dia.    
 
Coméntario Dias Quentes: Caro amigo Bruno, de forma alguma reneguei em meus singelos comentários a força que a internet possui, apenas coloquei  que a mesma ainda está restrita a minoria das pessoas, e que portanto a grande midia ( TV, algumas revistas) atingem de forma mais ampla os cidadãos, e consequentemente influenciam o comportamento e censo critico destes.
Não acho que os socialistas estigmatizaram o poder da Rede Glogo e a Veja nos anos 80 e 90, tanto que elegeram Collor presidente do Brasil em 1989, foi descarado o que fizeram para  obter tal façanha, voltando a um fato mais recente, o caso Dilma X aborto, o assunto só ganhou força de fato quando foi ''jogado'' nos programas eleitoras da TV, jornais, etc...
No caso da  revolução arabé tiveram uma força fundamental as estruturas sindicais e movimentos de tipo juventude. No caso egípcio, os sindicatos vinculados ao serviço público e o Movimento Juvenil 06 de abril tiveram heróica presença e uma boa capacidade de convocatória.  Qualquer expectativa de uma renovação política, no sentido de ratificar direitos e radicalizar a democracia de massas e com intervenção direta da população vem destes espaços de aglutinação e militância, deste modo a internet foi muito importante, mas houveram como esses grupos outros meios eficazes de mobilização pública.
Pra finalizar é sempre um prazer trocarmos idéias.

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |