O Anarquismo em Poucas Palavras II Parte

sexta-feira, 11 de março de 2011.
- A anarquia é uma existência livre de qualquer forma ou prática de dominação.

- Anarquia basicamente significa "sem governo", porém não significa apenas a ausênsia e a rejeição de governo, significa também a rejeição de qualquer forma de hierarquia, dominação, poder e autoridade.

- A anarquia foi basicamente o modo de vida na qual a humanidade viveu durante a maior parte de sua existência ( cerca de 99% da história humana ).
A cerca de dez mil anos atrás, grupos humanos começaram a trocar uma existência livre e em comunhão com a natureza por uma existência tóxica, infeliz, opressiva, violenta e alienada. Este modo de vida baseado no sedentarismo, na agricultura intensiva, na domesticação de animais e da natureza, na opressão da mulher, na divisão de trabalho, na hierarquia, no controle e exploração dos individuos e comunidades começou a se espalhar pelo mundo, um modo de vida que tem se espalhado pelo mundo até hoje. O capitalismo tecnológico é a atual manifestação desse modo de vida, uma modo de vida que está levando o planeta e seus habitantes à destruição.

- O anarquismo ou os anarquistas não oferecem nenhuma utopia ou ideal de sociedade. O anarquismo almeja uma existência livre de autoridades, governos e em harmonia com a natureza. Vários caminhos para uma existência livre, que se manifesta em diversas formas, podem ser tomados. A diversidade das formas, das iniciativas e da construção de uma existência anarquista é de extrema importância.

- Uma existência livre de obrigações sem sentido e tarefas que não nos interessam; livre de pessoas que nos dizem o que fazer, como e quando fazer; uma existência onde cada indivíduo seja honrado e respeitado; onde não precisamos sacrificar nossas vidas como fazemos hoje por necessidades básicas como moradia e alimento; uma existência onde podemos conviver com aqueles que amamos e sentimos afinidades; uma existência onde possamos desenvolover nossas habilidades; uma existência onde as crianças possam se desenvolver livremente como individuos plenos e completos que são; uma existencia onde sejamos capazes de cuidar de nós mesmos e onde as decisões sejam tomadas por todos, respeitando as necessidades individuais e capacidades de cada um; uma existência que no lugar da competição pratiquemos o apoio mútuo, um existência onde todas as pessoas tenham acesso aos recursos para uma vida plena e saúdavel; uma existencia saudável que respeite todas as formas de vida e o planeta.
Se você compartilha conosco esses desejos, talvez você seja um anarquista e nunca soube disso?

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |