O Anarquismo em Poucas Palavras IX Parte

sexta-feira, 18 de março de 2011.
Civilização e Capitalismo

             É cada vez maior o número de anarquistas que vem reconhecendo a própria civilização como a origem de toda a destruição da espécie humana, do planeta e de seus habitantes. O capitalismo é apenas a atual manifestação da civilização.
             Qual o problema da civilização? Por que devemos destruí-la? Pode parecer absurdo afirmações como "destruir a civilização", mas a questão é simples, estamos tão acostumados com a idéia de que 'civilização' significa 'organização humana' que quando ouvimos uma ameaça contra a civilização entendemos que seja uma ameaça contra a própria humanidade.
Apesar das civilizações terem surgido em várias épocas e em vários locais diferentes, tomando várias formas e dimensões (é de extrema importancia ressaltar que as civilizações são algo extremamentes recentes na história humana, abrange cerca de 1% de nossa história), podemos apontar alguns elementos - fundamentos - comuns que caracterizam todas as civilizações. Fundamentos que são a antitese da vida livre e plena:
             Domesticação (de animais e plantas), divisão de trabalho, classes sociais, sociedade de massas, subjulgação da mulher, exploração e destruição ambiental, aparatos de controle social (exércitos, guardas, polícia), aparato militar, Estado, tecnologias avançadas de produção e controle.

             Daniel Quinn em seu livro Ismael, fala de algo como o "o grande esquecimento" da humanidade, o esquecimento sofrido pelos civilizados de como era a vida antes da civilização. Este grande esquecimento é um dos pré-requisitos para o surgimento da civilização, devemos esquecer como era e como pode ser a vida antes e fora da civiliação, devemos esquecer que a vida humana e os modos como humanos podem viver podem tomar diversas formas que não sejam coercitivas e ambientalmente prejudiciais.
             A civilização se impõe psicologicamente nos fazendo acreditar que o modo de vida civilizado é a melhor forma de se viver. E é de extrema importância termos em mente que a tragétoria do estilo de vida de bandos ou tribal de caça e coleta para uma vida civilizada nunca foi feita de forma livre e espontânea, este processo sempre foi levado na base da espada e do extermínio. A civilização não é um fenomeno natural ou um caminho seguido espontâneamente pelos humanos, a civilização é um mundo imposto!


Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |