O Anarquismo Em Poucas Palavras XIV

quarta-feira, 23 de março de 2011.
Anti-Nacionalismo             O Nacionalismo separa a humanidade e cria um campo de guerra entre as diferenças. 

            Os estados usam o nacionalismo com conceitos de 'unidade' e 'naçã'o para criar uma especie de 'corpo nacional' onde todos tem a obrigação de defender e venerar, algo como 'defender a patria mãe' etc. 

            Esses conceitos camuflam muito bem o que esta por trás de "defender a pátria" ou a nação. Camufla muito bem os interesses de domínio e expansão daqueles que possuem o poder. O nacionalismo é uma ferramenta usada pelos dominantes para criar uma espécie de sentimento de unidade numa sociedade dividida. 

            Tal ferramenta substitui o sentimento e o conceito de "comunidade" pelo conceito de "nação" e "amor à patria". 

            A pratica nacionalista é inerentemente racista, o nacionalismo foi construido com base no racismo. O nacionalismo cria a percepção totalmente errônea do "estrangeiro".
O Nacionalismo foi algo usado em diversas épocas e de diversas maneiras diferentes, mas sua natureza é unica, é criar um sentimento de unidade e de fidelidade a esta unidade. Mas tal unidade, é bom lembrar, é a unidade de uma sociedade dividida entre exploradores e explorados, e a fidelidade à patria e à nação é a fidelidade a esta sociedade.

            Como Fredy Perlamn colocou: "Nas pegadas dos exércitos nacionais segue a marcha do progresso. Esses exércitos patrióticos foram (e são) uma das maravilhas burguesas. Neles, lobo e cordeiro, aranha e mosca marcham juntos. Neles, proletários são companheiros de seus exploradores, camponeses endividados são amigos dos credores, o tolo é sócio do trapaceiro num empreendimento movido a ódio. Um ódio dirigido a potenciais fontes de capital, os ditos infiéis, selvagens, raças inferiores."

            A humanidade é uma só comunidade, com todas as suas diferenças e diversidade. Conceitos racistas e separatistas como o nacionalismo apenas nos afastam de entendermos e compreendermos que somos uma só comunidade, e que devemos compartilhar o mundo.

            Nascer aqui ou ali é inevitável, mas vangloriar-se disto é uma limitação extrema e perigosa.

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |