O Anarquismo em poucas palavras XV

quinta-feira, 24 de março de 2011.
Crítica da Tecnologia             "Criticar a tecnologia, por exemplo, significa compor o quadro geral, olhá-la não como um simples conjunto de máquinas, mas antes como uma relação social, como sistema; significa compreender que um instrumento tecnológico reflete a sociedade que lhe produziu e que sua introdução modifica as relações entre os indivíduos. Criticar a tecnologia significa rechaçar a subordinação de cada atividade humana aos tempos da ganância. De outro modo seria impossível atacá-la. O mesmo vale para as escolas, os quartéis, os escritórios. Se trata de realidades inseparáveis das relações hierárquicas gerais e mercantis, mas que se concretizam em lugares e homens determinados." Ai Ferri Corti

            A tecnologia não é uma mera ferramenta a serviço do ser humano, a tecnologia também não é apenas um amontoado de silicone, fíbras ópticas, plugs, soldas e dispositivos, tecnologia é um sistema, um sistema que separa as pessoas de si mesmas, dos outros e da natureza, ela não é uma ferramenta, ela representa e incorpora o sistema que tem subjulgado e destruido a vida.
            Uma ferramenta simples se difere da tecnologia porque tais ferramentas podem ser descartadas logo após serem usadas e não criam um abismo entre o usuário e seu objetivo direto. Uma ferramenta simples não escraviza seu usuário.


            Uma sociedade que se baseia em tecnologias é uma sociedade dependente e está nas mãos dos especialistas. O que compromete a liberdade indivual e a autodeterminação dos individuos e comunidades.

            "Aqueles que ainda enxergam a tecnologia como algo "neutro", como uma mera "ferramenta" que existe aparte dos valores e sistemas sociais dominantes estão criminalmente cegos ao ímpeto anulador de uma cultura de morte. " John Zerzan - Dicionário Niilista: Inteligência artificial.

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |