Agência da ONU pede apuração de denúncias contra Bolsonaro

sexta-feira, 1 de abril de 2011.

Entidade postou no Twitter mensagem comentando polêmica com frases de deputado



Agência Estadocom R7


As declarações do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), que nos últimos dias esteve no centro de uma polêmica por comentários ofensivos contra homossexuais e negros, repercutiram de tal forma que geraram a reação de um braço da ONU (Organização das Nações Unidas). Em sua conta no Twitter, o escritório brasileiro da Unesco, a agência das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, pediu a apuração de denúncias envolvendo as afirmações de Bolsonaro. - Unesco no Brasil defende apuração de denúncia de homofobia e racismo por parte de parlamentar. A informação foi parar também no site da ONU no Brasil. A polêmica com Bolsonaro teve início na última segunda-feira (28), quando foi ao ar o programa CQC, da TV Bandeirantes. Em um dos quadros da atração, Bolsonaro foi questionado pela cantora Preta Gil sobre o que faria se seu filho se apaixonasse por uma mulher negra. O deputado, então, respondeu com um comentário ofensivo. - Não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Não corro esse risco porque meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambientes como, lamentavelmente, é o seu [referindo-se a Preta Gil]. Depois, Bolsonaro se justificou dizendo que ou não deve ter entendido bem a pergunta ou o programa pode ter editado o quadro. Após reações de movimentos de defesa dos direitos dos homossexuais, o deputado disse que não voltaria atrás e que estava “se lixando” para a opinião da comunidade gay. A postura do parlamentar, conhecido por suas posições conservadoras, causou repercussão também na Câmara dos Deputados. Ao todo, duas representações contra ele já foram protocoladas na Mesa da Casa. Para os autores dos pedidos, as declarações de Bolsonaro têm conteúdo racista e homofóbico

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |