Abuso Policial n°1

segunda-feira, 23 de maio de 2011.
A polícia (BOP) autorizada pelo governo do estado do Rio de Janeiro mais uma vez invadiu a favela e disparou indiscriminadamente contra civis, contra moradores, contra vizinhos, contra pessoas (isto é na versão da policia eram todos bandidos, traficantes, etc). A ação se deu no bairro da mangueira no Rio de Janeiro, subindo o moro, como sempre acontece, a policia saiu metendo bala nos “bandidos” os “mocinhos” venceram de novo, populares mortos ou feridos? Acredito que a morte social e psicológica a qual estão submetidos os moradores que passaram pelo ocorrido são ainda mais graves do que a física. Este episódio me fez lembra uma música gravada em conjunto entre os músicos Charles Brow Jr e MV Bill dêem uma lida em parte da letra e reflitam:
OBS: A música se chama respeito é pra quem tem. Vou colocar a música para poder ser ouvida abaixo da letra.

Toda vez a mesma história
criança correndo, mãe chorando, chapa quente!
tiro pra todo o lado silencio na praça
o corpo de um inocente
chega a maldita policia, chega a policia, o medo é geral
armado o soldado, carteira assinado com ódio na cara pronto para o mal
mais um preto que morre ninguém me socorre a comunidade na cena,
a arma dispara, o cambio comenta parece até cinema
Não é! É real! As armas não são de brinquedo
quando a policia invade a favela espalha terror e medo[...]
Programado pra matar, papa, atira e depois vai perguntar
Se ele trabalhava ou se traficava? Só sei que deitado no chão ele tá
E gera revolta na cabeça da comunidade
que é marginalizada pela sociedade
            que se cala escondida no seu condomínio
Na favela ainda impera o genocídio[...]
Autoridade vêm e invade sem critério nenhum,
som na sirene, cheiro de morte, derrubaram mais um
na frente do filho eles quebraram o pai
 o Zé povinho fardado vem entra mata e sai
sem ser julgado corrompido, alienado
revoltado, fracassado, vai pintando este quadro
o quadro da sua vida, o quadro de vidas e vidas
da maioria esquecida, decorrente do descaso e da corrupção
muleque cresceu não tinha emprego então virou ladrão
menor bolado por aqui tem de montão
morre um e nasce um monte com maior disposição
 o pensamente daqueles que além das favelas são fieis
a revolta te consome da cabeça aos pés
ao ponto de perspectiva sem a possibilidade de escolher
o que é melhor pra sua vida, onde a revolta na cabeça da comunidade
que é marginalizada pela sociedade,
que se cala escondida no seu condomínio
e na favela ainda impera o genocídio
só a dura vida me ensinou a caminhar com as próprias pernas[...]
video


Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |