CQC

terça-feira, 24 de maio de 2011.

O programa da Red Bandeirantes de comunicação questionou de forma veemente a nova cartilha do MEC que em seu conteúdo ensina a sócio lingüística como fenômeno da língua e tira a sobre carga de preconceitos e estereótipos que sofrem os que não se “encaixam”, as pessoas que não falam ou escrevem um português aurélico. O programa ainda fez uma gracinha nem um pouco engraçada dizendo que quem tinha formulado a cartilha era o deputado federal Tiririca, bem se de um lado temos todos os que escapam do sistema e superam a troncos e barrancos aprendendo o português aurélico do outro temos os populares que todos os dias falam e escrevem o português que esta na cartilha do MEC e isso não quer dizer que eles sejam ignorantes como questionou o programa. Enfim... Cumo o broguero Bruno vive cutucano a jente a gora queria vê o que pensa o broguero sob a cartia e aí Bruno?

2 Comentários:

Márcio Otero disse...

Olá! Boa tarde! Assim como existem aqueles que apoiam esta cartilha, existem aqueles que demonstram a sua indgnidade com ela. Ponham-se no lugar dos professores da língua portuguesa, que levaram alguns anos dedicando-se a aprender para ensinar. E aí, de repente, vem alguém dizendo que está tudo bem falar errado? Como assim? Tudo bem que existam muitas pessoas por aí falando errado, mas, devía-se continuar ensinando o correto e continuasse falando errado quem assim o quizesse. Espero que publique o meu comentário. Aliás, postei um vídeo no youtube a respeito do assunto. Basta digitar no youtube: Nova Cartilha do MEC. Acessem!

Tiago Sousa disse...

Não trata-se aqui de falar "certo" ou "errado" esses dois fenômenos não existem na língua, pois principalmente a falada está vinculada a pessoa e não existe erro entre duas pessoas que se comunicam e se entendem, ora como haver erro se eles se comunicam? este discurso do erro na língua é preconceituoso e só reforça a separação entre uma elite intelectual e o povo que não está aí incluso, quer dizer que a minha avó fala errado só porque ela diz calvão ao invés de carvão? não ela não está errada eu entendo você entende onde está o erro? esse discurso é fraco e carece de argumentação. fiz os cálculos e o que eu já gastei com a universidade dava para comprar muita coisa, quer dizer... e quem não consegue fazer como eu é ignorante? burro? não fala direito? claro que não! estes são esteriótipos criados pela elite para massacrar os menos desafortunados, e eu iscrevu cumo kiser k ten nada de erado nissu.

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |