Fumaça de Lembranças

terça-feira, 10 de maio de 2011.
Recordação é um tiro no vazio, obscura sensação
Medo, desejo, viço, descortinado e vivo... aceso
Coração pergunta: - você realmente acredita nisso?
Lembranças vão queimando na ponta do cigarro

E eu não sei se existe ou existiu e onde está?
Presa na minha cabeça? Não quero, não quero...
Quero- a aqui, nua, bela, tátil e com movimento
Desça e venha dormir, não me olhe não me vigie

Saia dessa forma, saia da minha cabeça, não me enlouqueça
Ar respirado, peito apertado e vou te sugando em mais um trago
Copo a copo, trago a trago, queimando virando fumaça
Não se disfarce que te conheço e sei quem eis, loucura...

Vela acesa, retrato apagado e ela na janela me olha
A lua... E não me inspira, zomba de mim, faz galhofa
Retrato na parede se acende se vira e me olha

Você não esta aqui, eu sei, Não vou mais de ver
Durmo... Sono... Sonho... Vazio... Sons no vácuo
Vou dormir e acordar, lembrar de você, mais um cigarro!

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |