No Busão

sexta-feira, 20 de maio de 2011.
Tive uma prova de que a educação particular nem sempre é uma boa saída para quem quer prosseguir os estudos, estava em estado sonolento depois de uma aula horrível de Pratica Pedagógica e começaram a conversar um rapaz e uma moça ao meu lado e ela perguntou a ele o que ele faria para o vestibular e ele respondia que seria ou humanas ou exatas e ela foi mais incisiva e perguntou novamente: - Mas que curso você faz e quais as possibilidades para quem faz humanas e exatas? Ele respondeu que quem faz exatas é basicamente matemática, física, química e outras que mexem com a área de cálculos (aí eu disse em pensamento é parece que está aprendendo bem lá na escola) e quem faz humanas é para cursar medicina, enfermagem, odonto... etc...(nessa hora quase que eu pulo da cadeira e digo: - Ah para oh!) depois de alguns minutos de conversa ele revelou que estava estudando  em um cursinho de Belém porque achava que as escolas de Santa Izabel não preparavam o suficiente e que o Impacto é um dos melhores cursinhos do estado.
Fez-me refletir... como pode? O cara está cursando um cursinho realmente “bom”, pelo menos segundo o imaginário popular, e não sabe diferenciar uma área do conhecimento de outra isso é gritante e péssimo, se continuar assim e com o aumento da concorrência para o vestibular não vai passar nem perto da porta de entrada da UEPA ou da FEDERAL (UFPA), acho que não preciso explicar, mas sendo bem breve, breve mesmo, a área em questão estuda o homem e a sociedade, por tanto aí se incluem; história, geografia, ciências da religião, língua portuguesa, literatura, musica, artes cênicas, dança, antropologia, psicologia, sociologia, teologia e todas as “Gias” possíveis, veja que o que o jovem confundiu com humanas são biológicas e naturais(outros chamam de ciências médicas), aí estão: Medicina, enfermagem, odontologia, biologia laboratorial, etc...
Sinceramente eu sou mais o Marieta, o Antonio Lemos, O conexão, etc... pelo menos lá você vai aprender o que são as áreas de conhecimento (na minha época aprendia) e não tá com nada essa história de achar que as coisas da capital são melhores do que em Santa Izabel, se este é um exemplo apenas? pode ser, mas proporcionalmente com a quantidade de alunos que tem esses cursinhos e as escolas daqui o índice de aprovação é bem mais eficaz.
Puxa já pensou Bruno Marques? Se a gente tivesse feito Impacto seriamos formados em Biologicas... puxa... re-puxa... contra-puxa... re-contra-puxa... égua Eliane tu fizestes humanas e nem sabia!    

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |