Olha o que a Canabis Faz com a Pessoa

sexta-feira, 27 de maio de 2011.

CONTRADIÇÃO

Os blogueiros Tiago e Diego Sousa que defendem a não multiplicação do Pará se contradizem em suas argumentações.
O Diego estampa um texto do PC do B que trás números que mostram que os possíveis outros estados seriam mais ricos que o Pará, o Tiago, após profundos estudos, ficou contra a divisão porque os possíveis outros estados são inviáveis economicamente. Sugiro que entrem em consenso se não vão confundir as pessoas com argumentos contrários que defendem a mesma coisa, como pode?

VEJA OS TRECHOS

BLOG DO DIEGO

"Por outro lado, o Pará remanescente ficará com 18% do território, 78 municípios e 4,9 milhões de pessoas (64% dos 7,5 milhões) e PIB per capita de R$ 3.958,00; o “Tapajós” com 58% do território, renda per capita de R$ 4.779,00, com potencial mineral no vale do rio Tapajós, província polimetálica, potencial turístico; o “Carajás” com 24% do território, renda per capita de R$ 8.763,00, com minérios, rebanho bovino, hidrelétrica, grandes frigoríficos."

BLOG DO TIAGO

"quando fiz a matéria busquei um arcabouço de fontes que me levaram a “crer” que a viabilidade econômica da criação destes novos estados é muito remota, para não dizer impossível,"

COMENTÁRIO DO BLOG

Encerro aqui minha participação no debate sobre a divisão do Pará, volto a falar sobre isso quando do plebiscito. Encerro dizendo a todos nós que somos do lado de cá do Pará que devemos ser contra a divisão, pois além de cômodo, é nosso interesse, afinal o Sul gera a riqueza e nós gastamos, está muito bom assi, porém se tivermos preocupados com a vida de nossos irmão lá de baixo que reflitamos na legitimidade do desejo deles. Tenho essa postura hoje, porque já mortei no Sul do Pará, na cidade de São Domingos do Araguaia, já morei em Tocantins, e falo do que vivi na plele. Se os amigos aproveitarem as férias para visitar o Sul do Estado talvez mudem de ideia. Só não vão ficar doentes pára lá, se não só em Belém ou Goiânia.

Minha Resposta: Caro Blogueiro o ponto de vista depende da vista do ponto posso ser a favor ou contra algo por motivos diferentes e isso não implica em contradição nenhuma, pois nem eu nem o Diego não contradissemos a nós mesmos. Eu defendo a permanencia do estado como está por um ponto de vista e o Diego defende sobre outro ponto de vista e daí? você deveria saber como douto em direito que uma coisa não tem nada haver com outra. A minha opnião é a minha opnião e a do Diego é a do Diego ponto. Não preciso entrar em consenso nenhum com ninguém, se não vai ser a minha opnião, vai virar senso comum.

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |