Nóvoa

quarta-feira, 15 de junho de 2011.

 
Ontem apresentamos um seminário para a matéria Didática e o texto debatido foi o Livro Professor Imagem do Futuro Presente Do Professor António Nóvoa. Particularmente falei sobre um trecho no qual o autor enumera as qualidades que se põe ao professor do século XXI no tópico intitulado Público o autor mostra a necessidade de o professor conquistar a sociedade para construção permanente dos aspectos educativos que ultrapassem as muretas das escolas, complementa está visão dizendo que há a necessidade do professor ter voz publica.
Interessante é mesmo que Nóvoa tenha escrito para Europa vesse claramente uma perspectiva cultural em a própria escola e o professor negarem a prestação de contas com a sociedade se fechando no seu próprio espaço, para ele a escola resiste à avaliação e o professor explica mal o seu trabalho.
Nóvoa vai a púlpito defender a própria classe quando afirma que o novo contrato social professor/sociedade, ou seja, esse novo espaço público da educação depende da visibilidade social que o professor tem que assumir nas sociedades contemporâneas, aqui é inclusive defendido a inclusão deste tópico na formação de professores. Usando uma palavra forte, segundo ele a Sobrevivência da profissão de professor irá depender da qualidade do seu trabalho dentro da escola e da capacidade de intervenção nos espaços públicos da educação.
Terminei o trabalho expondo o vídeo com o discurso da professora Amanda Gurgel porque ali está contido tudo e mais um pouco do que nos diz Nóvoa, inclusive em um trecho que ele dispara que é preciso que a escola assuma o seu papel de escola e algumas outras atividades que não são seus papeis sejam assumidos por quem deveria estar executando isso, ou seja, cada um no seu quadrado. Ouviu Marió? Não vale nomear irmã Cirurgiã dentista para secretária de educação! Como o professor assume o seu papel nos espaços públicos da educação? Deste jeito não dá!

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |