1° Resposta em "Dando Murro em Ponta de Faca”

quinta-feira, 7 de julho de 2011.

1.      
25 de junho de 2011 12:10
Caro Tiago,
Em uma guerra de trincheiras, cada um defende sua posição passo a passo, palmo a palmo, palavra a palavra.
Não quero discutir semântica com você. Mas só para Esclarecer. Apologia não esta relacionada apenas com drogas. Consulte o significado da palavra.
Quanto às questões sobre homoafetividade, devo dizer DEFINITIVAMENTE, que não tenho posição contrária, sejam por razoes morais ou cientificas. 
Sou a favor de se aplicar o principio constitucional da isonomia "todos iguais perante a lei".
Sejam quem for.
Você atua panfletariamente, eu apenas me posicionei como cidadão.
Parabéns por sua postura. 
Tome cuidado porém para não cair na tentação dos ditadores: ACHAR-SE O DONO DA VERDADE.


Minha Resposta:

Meu caro Provavelmente você não leu meu perfil.

Primeiro, gostaria de afirmar uma coisa não atuo panfletariamente na causa de ninguém não defendo a homoafetividade assim como não defendo a homofobia. Sou, porém, Anarquista convicto, Cristão Libertário e defensor da liberdade do ser humano, a liberdade acima de todas as coisas não estas falsidades que apresentam por aí e como Humanista que sou não sou a favor do massacre que acontece contra os seres humanos que são homossexuais sim e seres humanos em primeiro plano, defendo que a liberdade que eu tenho para praticar a heterossexualidade eles tenham para praticar a homossexualidade e ninguém tem nada que agir de forma preconceituosa contra os seres humanos.

Segundo, além de estar cursando o segundo ano da Universidade do Pará, eu escrevo, não sei se você já viu por aqui algum poema meu, mas se não viu é só ir lá no podcast na barra lateral do blog e ouvir e também estudei por 10 anos dos meus 21 anos o dicionário o que me credencia a saber que apologia é um discurso que defende alguma postura, uma idéia, um ideal, um estilo, etc. o que de novo prova que o que eu disse em primeiro lugar mostra que você se equivocou e não foi a palavra apologia pela palavra, mas sim o contexto no qual você a impregou parecendo que quem é homossexual é "por um vício, um problema, uma doença abominável" e que precisavamos analisar isto.

Terceiro e para terminar de vez com essa história não creio sinceramente que a liberdade possa ser autoritária até mesmo porque no autoritarismo não se exerce a liberdade e não quero tirar o seu direito de ter preconceitos ou algo do tipo se é que você me entende? Concluindo... Como disse a você antes a tal Verdade não existe e por tanto não sou eu que vou me tornar dono dela, não tenho está intenção e nem teria, minha mente é livre demais para me aprisionar neste cubículo da “verdade".
Fim...

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |