Do Blog Do Bruno Marques

quarta-feira, 13 de julho de 2011.

Fui com a pesquisadora Minervina ao MP ontem. Conversamos com a promotora.

A promotora nos informou que as documentações pedidas aos órgãos responsáveis estão chegando.

Descobrimos que a justificativa dada pelo prefeito ao jornal Liberal não era verdadeira, a destruição da ponte não foi falta de comunicação, era intenção mesmo do governo. Segundo a Secretaria de Cultura, a ponte não era tombada por isso não há necessidade de preservá-la, contestou a data de inauguração da ponte, segundo a secretaria, a placa de inauguração que data dezembro de 1906, não é verdadeira, a inauguração foi na década de 40. Agora imagine-se uma coisa dessa, a Secretaria de Cultura é quem devia promover o tombamento, ela não promove, e essa é a justificativa para a destruição, parece que o lobo está tomando conta das ovelhas.

A Secretaria de Transporte justificou a destruição alegando o tráfego intenso de veículos na Rua João Casa Nova. Mas precisa destruir a nossa história por isso, não era mais simples mudar a rota do ônibus para a rua da Câmara ou da Molpasa?

A Secretaria de Obras não mandou o projeto da obra, apenas a sua planilha de custo, ou seja, vão ganhar mais algum tempo.

Fica um pouco de sensação de frustração, mas sabemos que as coisas estão andando, e na justiça tudo é demorado.

O que chama atenção é que todos os órgãos estão justificando a destruição, isso é muito bom, pois demonstra o dolo do poder público.

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |