IMPARCIALIDADE

sábado, 6 de agosto de 2011.
Até agora, neste debate sobre o Comitê Amo Americano fui parcial, tomei um lado para defender, nesta postagem tentarei ser o mais imparcial possível, se possível.

Vamos aos fatos.

O vice prefeito Keko tomou a iniciativa de criar um comitê para tentar impedir a instalação de mais penitenciárias em Americano. O primeiro passo foi uma audiência pública realizada na Câmara, onde algumas entidades se comprometeram em participar do comitê (já mostrei aqui no blog a relação).

De lá para cá foram feitas algumas reuniões, sem a presença de pessoas de Americano, o comitê é formado predominantemente por pessoas da sede do município. Por isso o Virgílio se manifestou no Blog Americanopara, o que provocou a reação do Diego e deu-se início a um caloroso debate sobre o Comitê.

A culminância deste 1º ato se deu quarta na reunião.

O Keko iniciou a reunião apresentando os membros do Comitê, antes que ele proseguisse, o presidente da ACA, o Virgílio, pediu a palavra e anunciou que a Associação não faria parte do Comitê, neste instante instalou-se a tensão na reunião que não se desfez até o fim, para se ter uma ideia o Keko até chorou.

A partir deste momento o debate se tornou ideológico, o Vírgílio atacando o Keko pelas construções de penitenciárias no governo do PT e o Keko atacando o Virgílio pelas construções do governo do PSDB. Neste momento o Toth foi embora.

Na verdade este debate sobre governos era apenas um pano de fundo, o principal mesmo é o antagonismo dos membros da ACA em relação às lideranças do movimento, mais especificamente o Keko e o Edimílson. Na verdade este era o ponto neufrágico da reunião.

Por seu lado tanto o Keko quanto o Edimílson foram muito convincentes na defesa da participação da ACA no Comitê, falaram sobre união e a importância desta para se barrar a criação de novas penitenciárias, o Diego também abordou muito bem esta importância bem como o vereador Tubarão. Eu particularmente convenci-me dos elevados propósitos do Comitê. A saída do Totó da reunião comprova esse meu pensamento, ele saiu porque queria debater sobre o que fazer para impedir a instalação de novas penitenciárias, quando descambou, deixou de interesar-se, ou seja, é o foco do Comitê essa discussão da penitenciária.

Com base no que disse até agora o caro leitor pode inferir então que o pessoal da ACA agiu erroneamente ao não ingressar no Comitê que aborda um assunto tão importante para a vila. Fazer esta leitura é simplista,  para um alienígena pode fazer sentido este raciocínio, mas para um nativo de Americano, não.
Na segunda passada em reunião da ACA com mais de 30 associados, foi decidido que a entidade não faria parte do Comitê Amo Americano por 3 motivos básico ditos em reunião (quem tiver oportunidade de asistir o vídeo o faça):

1- Os associados não confiam na direção do Comitê.
2- A direção do Comitê não é transparente.
3- Os políticos de Americano nunca ajudaram a atual gestão da ACA.

O motivo da ACA é muito forte, nenhum dos três políticos de Americano deram um prego para o festival da tapioca. Nenhum participa das reuniões da ACA.

O Keko e o Edmílson falaram na reunião que esposas, irmãos, cunhadas, cunhados, todos são funcionários da penitenciária, já disse aqui no blog, apesar de o Tiago não concordar comigo, o cidadão está mais exigente, ninguém confia em quem se utiliza dos espaços de poder para empregar parente, as novas lideranças políticas devem se atentar para esta realidade, é por isso que os dois não conseguem arrastar o povo de Americano para a sua causa. O professor Eugênio deu um bom exemplo disso. Na manifestação na penitenciária em que o Keko foi preso, o único manifestante que não era da família do Keko era o Eugênio, ou seja, a comunidade não acompanha, por esta razão a ACA decidiu por não participar do Comitê.

O que eu tenho a dizer sobre isso ainda é: Vida que segue, o Comitê com sua luta justa contra as penitenciárias e a ACA com seu belo trabalho em prol da comunidade de Americano. Ambas as entidades estão de parabéns pelo que estão fazendo.


Comentário do Blog: De tudo que o Bruno escreveu só não concordo que o povo não aceita quem emprega parente no poder, pelo amor de Deus né? o Marió Kató é PREFEITO de Santa Izabel e a familia está toda empregada na prefeitura que desta feita virou cabide de emprego.

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |