Se Essa Moda Pega?

quarta-feira, 24 de agosto de 2011.
      No Pará parece que é tão fácil as coisas ruins se disseminarem no meio político que fico me perguntando: - Já pensou se essa moda pega? O prefeito de Belém Duciomar Costa que a muito vem exercendo descaradamente um papel deslocado, ao invés de estar ao lado do povo defendendo os interesses do povo está a defender os seus interesses e ainda pior os interesses de particulares em detrimento da memória, da história e do bem financeiro e artístico cultural do povo de Belém (Por que não dizer do estado? Já que Belém é nossa capital).
        Se não bastasse o absurdo “perdão de impostos” na marca de R$ 84 milhões dos empresários de ônibus da capital, agora o “Dudu” foi além e resolveu “presentear” os seus colaboradores de campanha com a “imortalidade” ao colocá-los em papel de destaque pondo os nomes das pessoas ou de familiares nas ruas da capital. Já viraram alvo do Dudu com a conivência da câmara de Belém a rua que era antes conhecida como 25 de Setembro, para quem não sabe a data 25 de Setembro de 1897, segundo Ernesto Cruz, comemorava-se a vitória da força policial paraense em Canudos e a 25 passou a se chamar agora Rômulo Maiorana. A rodovia que por pouco tempo deu nome ao escritor Paraense Dalcídio Jurandir por ocasião do centenário da Assembléia de Deus deixou de se chamar Dalcídio Jurandir para se chamar Avenida Centenário das Assembléias de Deus (OBS: não estou negando aqui a importância histórica do centenário da Assembléia, ainda mais que essa igreja hoje mundial nasceu em Belém pelas mãos de Gunnar Vingren e Daniel Berg, mas precisava justo retirar o nome de Dalcídio da Avenida? Não dava para procurar outra não?) e finalmente o estopim a mudança de nome da Travessa Apinagés para homenagear o pai de fundação do Supermercado Líder, agora a antes Apinagés se chama Travessa Jerônimo Rodrigues.
        Do jeito que as coisas ruins se alastram rápido na política Paraense tomara que dessa vez a lógica não vença e que esta patifaria da troca de nome da Apinagés no mínimo esta seja reparada, porque não pode o poder público que deveria tomar conta dos Patrimônios históricos e imaterias da cidade atacá-los desta forma desrespeitando o valor histórico da Travessa e a própria lei orgânica do município.
        Tem prefeito fazendo escola em destruir a memória das cidades. Essa moda eu rezo para que não pegue.     

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |