A Lógica da Placa

quarta-feira, 7 de setembro de 2011.

Quem nunca viu em um logradouro público ou privado a desgraçada da plaquinha indicando “não entre sem camisa ou camiseta, short, sandália, bermuda, etc...”. Todo seria uma maravilha se a intenção por de trás da placa fosse realmente a tal “ordem e organização” quando não é, na verdade se pararmos para pensar quem usa estes tipos de trajar? Eu, o Zé da budega, seu Mundico e tantos outros membros das classes não senhoris, talvez aí esteja o real motivo de a dita placa desrespeitar até o nosso direito de ir e vir.
         Na real o que se usa é um estratagema filho da puta para burlar a inteligência alheia e suprir aqueles que poderiam levar “má impressão, má fama, mau cheiro” e todas as desculpas torpes que podemos imaginar. O estereótipo e preconceito enrustido ficam colados em uma parede de qualquer desses logradouros gritando na nossa cara a posição de nossa sociedade paternalista, racista e machista.
         Teço este comentário porque vi um senhor ser mandado de volta para casa depois de esperar horas para ser atendido apenas porque não se trajava adequadamente, isso é o fim da picada!
           Sou um grande crítico das obrigações que temos de usar trajes desde quando pequenos, na escola é assim você precisa usar “farda” se não não entra (não entre sem...) e há exímios defensores da tal farda, mesmo pesquisas terem demostrado que ela não ajuda e nem diminui a violência que é um dos argumentos utilizados por que a defende. Enfim... Estamos tão acostumados a isso que quando vemos uma placa não entre sem... não nos perguntamos o que há por detrás da placa? Nossa liberdade está cada vez mais próxima do não entre sem. Não entre sem ser branco... não entre sem ser homem... não entre sem ser rico... não entre sem... não entre sem... não entre sem... maldito mantra sem caráter e sem postura!
OBS: desculpem o desabafo, mas é revoltante! 

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |