A Sadia e o salário de fome

sábado, 10 de setembro de 2011.
Se alguém me contasse sinceramente não acreditaria, mas eu estava lá para ver e ouvir  a proposta mais imoral, indecente e sem cabimento feita por uma multinacional a seus pretensos trabalhadores,  Sadia marca pela qual tinha o maior respeito me chamou de índio e cuspiu na minha cara. Hoje pela manhã a empresa realizava uma palestra afim de recrutar pessoas para trabalharem em sua unidade na cidade de Lucas do Rio Verde-MT, no início vídeos sobre a cidade que deixariam qualquer um com vontade de se mudar agora mesmo pra lá, a cidade é realmente linda, já a proposta da Sadia uma vergonha, como nossos algozes portugueses eles queriam levar o bem mais precioso que temos: nossa dignidade, pelo menos os patrícios foram mais estratégicos antes de ofender os índios e levarem o seu ouro a troco de espelhos, a Sadia queria esfolar a mais-valia de nosso povo a troco de um salário de fome, vejam R$ 732,00, para tirar R$ 50,00 de aluguel e se for casado R$ 200, 00, Plano de saúde se for só uma pessoal R$ 37,29 e odontológico cerca de R$ 30,00, detalhe você tem que pagar o colchão que vai dormir e levar um chuveiro, além de comprar o botijão de gás, ah ia esquecendo a alimentação de duas refeições por dia no trabalho R$ 1,50 e detalhe a empresa só paga a passagem de ida, quer dizer se você for demitido não tem como voltar e automaticamente é despejado da casa em que mora.
Conclusão: aqui é terra de índio de um povo que está morrendo de fome e que se submeteria ao um regime de semi-escravidão imposto por uma empresa que mostrou não possuir ética e nem respeito pelo ser humano, a Sadia saí deste episódio descredibilizada como uma grande empresa, e ainda mais demonstra um sistema gerencial arcaico e pobre diante dos conceitos mais modernos da gestão empresarial.
Fonte: blogdodiegosousa.blogspot.com

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |