SOS ou Salve-se Quem Puder

domingo, 30 de outubro de 2011.

A situação citadina da nossa amada urbe como diz seu mundico está compricada, imaginem? De todos os bancos do município todos foram roubados, digo assaltados. Se já não nos bastasse os assaltos a mão armada e os furtos que sempre aqui ou ali ocorriam agora as praticas criminosas estão se “aperfeiçoando”, ou seja, os tipos de violência cometidos contra a população estão se proliferando de tal forma e variando de tal forma que chega a ser impossível de acompanhar. É violência contra menor na Heleno Fragoso com sumiço de uma das mulheres que “batiam ponto” dentro do presídio, uma secretaria da prefeitura não escapou das mãos dos meliantes, são residências invadidas com ou sem a presença dos moradores, agora assalta-se a qualquer hora do dia ou da noite (só para ser claro).
Até nós da blogosfera não escapamos, o Diego Sousa que o diga teve a casa invadida e todos os seus pertences roubados a bem pouco tempo. Até em casa tentaram entrar, mas estávamos eu e meu irmão mais novo e quando ouvimos os barulhos afugentamos o fulano que já se preparava para entrar em casa, engraçado que esses caras realmente parecem verdadeiros “gatos” quando fomos atrás de pagar o fulano sumiu nas sombras como se nunca tivesse existido. Fiquei depois analisando se conseguisse entrar em casa o bandido iria olhar a situação e iria fazer como na música Pega Eu de Bezerra da Silva:
[Trecho] 
O ladrão foi lá em casa
Quase morreu do coração
O ladrão foi lá em casa
Quase morreu do coração...
Já pensou se o gatuno
Tem um infarto, malandro?
E morre no meu barracão
Eu não tenho nada de luxo
Que possa agradar um ladrão
É só uma cadeira quebrada
Um jornal que é meu colchão
Eu tenho uma panela de barro
E dois tijolos como um fogão
O ladrão ficou maluco
De vê tanta miséria
Em cima de um cristão
Que saiu gritando pela rua
Pega eu que eu sou ladrão!
Pega eu!
Pega eu!
Pega eu que eu sou ladrão
Pega eu!
Pega eu que eu sou ladrão!
Heeeé!
Não assalto mais um pobre
Nem arrombo um barracão
Por favor, pega eu!
 Já comentei aqui o quanto custoso iria nos revelar estar subindo de cidade pequena para cidade de médio porte e para pior sorte nossa isso se revela de imediato nos BOs e na violência que se dissemina pela cidade. Clame-se a ouvir a voz do poder público e por enquanto:

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |