Ainda Sem Fim

domingo, 11 de dezembro de 2011.
Não sei, mas hoje eu amanheci com vontade de fazer muitas perguntas, sem necessariamente ter como encontrar as suas respostas, apenas como de costume levantei tomei um banho e fui ler mais um daqueles livros de filosofia da arte e terminar alguma coisa que tinha esquecido de escrever ontem, mas para minha surpresa comecei a folhear um livro de Gérard Fourez e em apenas duas ou três linhas encontrei a resposta para uma das perguntas que vinham tomando conta do “tico e do teco” aqui dentro da minha caixa craniana “como pode alguém se dizer Marxista sem ter lido uma obra de Marx, ser de direita ou de esquerda sem conhecer um teórico? A resposta, confesso, Gérard me apresentou como sendo tão simples e de uma clareza absurda, ao contrario das miraboles que o blogueiro formulava. Fourez diz em um dos trechos de seu, livro, A Construção Das Ciências, que depois de uma passagem pelo Instituto Superior de Cultura Operaria ele aprendeu que os trabalhadores podem melhor situar sua militância quando são apresentados a ciência e a técnicas sem, contudo, serem mistificados por elas.
 É engraçado que através de uma leitura e uma releitura de obras diferentes, lógico, eu tenha conseguido chegar ao que considero uma resposta. Ainda que o trabalhador, operário, militante, etc seja apresentado às ciências e isto formule base para a própria militância ativa é compreensível que ele não seja tomado pela própria ciência, aqui fica até uma leitura própria do que considero acontecer em muitos de nós pesquisadores “ser picado pelo bicho da ciência”, assim como dizem alguns no meio político que fulano perdeu a razão de ser, a direção e o prumo por ter sido “picado pelo bicho da política” assim acontece com quem fica atrás do véu da ciência por muito tempo.  
Creio que Gerard esteja certo ao afirmar o que afirmou, pois se de um lado temos o tal “discurso qualificado” por outro temos a tentativa de “enquadrar” em uma metodologia, em um sistema, em um nível e desnível o que não necessariamente precise sem testado e qualificado pela ciência como “bom”.
Sei lá, mas estas são apenas reflexões que me conduziram o dia, mas como já disse amanhã certamente virão novas perguntas e tentativas de respostas, por enquanto vamos virar esta pagina para ver se amanhã escrevemos mais um capitulo.

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |