Mais do Mesmo!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011.
Como bem disse o poeta Cazuza “eu vejo um museu de grandes novidades” mal terminou o plebiscito e o governador fez um “grande” anuncio que nada irá mudar nos planos do governo para o Pará, as políticas publicas e a política orçamentária não irão mudar e depois veio a já esperada busca por um culpado entre as frentes a favor dos estados do Carajás e do Tapajós.
A Frente em defesa de Tapajós culpa a frente de Carajás por ter fracassado já que na leitura dos membros da Pró-Tapajós o projeto de Carajás já era impopular em sua natureza e ligar a imagem de uma frente a outra acabou por afastar os possíveis adeptos da causa do Tapajós e aqui entram alguns pontos fundamentais: 1 – a alcunha de “forasteiros” que colou na frente pró-Carajás acabou atingindo a frente em favor de Tapajós; 2 – a estratégia de trazer um marqueteiro de fora do estado e que fora contra a divisão do seu estado natal; 3 – A campanha negativista que mais tava parecendo a síndrome do leão da montanha (lembram? Oh vida! oh céu! Oh azar! Eu odeio a minha vida!) não contribuiu nem um pouco para desmistificar a imagem de interesses econômico e político que foi atribuído a Carajás e por indução chegou ao Tapajós; 4 – o bombardeio propagandista em desfavor da imagem do próprio Pará foi um tiro no pé, qualquer um que realmente conheça o estado sabe que o “orgulho de ser Paraense” é uma das coisas que mais está emprenhado na memória e no imaginário de nossa população atacar de qualquer forma que seja isto é cometer suicídio em qualquer eleição (não é a toa que depois da declaração que deu o Beto Barbosa foi enxovalhado nas mídias sócias); 5 – vou terminar neste quinto tópico, mas se quisesse ainda haveriam muitos outros, considero estes os principais motivos, e como ultimo temos o destoar completo do objetivo das frentes em defesa dos novos estados, se o objetivo é demonstrar que a vida e a situação político econômica de todos e em especial do povo daquela região iria melhorar com um re-ordenamento geográfico como e por que se gastou tanta energia com coisas inúteis e que prejudicaram a campanha das frentes?      
E agora mais essa do Beto Barbosa dando piti porque não dividiram o estado, é mole? Olha... Ao contrario do que está acontecendo na rede, da galera dando a maior “porrada” no Beto acredito que ele tenha o direito dele de falar o que quiser, o que não concordo é que ele vai em rede nacional dizer a quantidade de abobrinha que o cara ta falando, fala serio! O Pará não é nenhum jardim do éden isso todo mundo sabe, agora dizer que é o inferno na terra é um exagero enorme e sem base. Sou Paraense, moro no Pará, minha família é daqui e só se acontecer uma desgraça sem proporções para fazer eu sair daqui, não troco meu estado por nada. E venhamos e convenhamos quem é o louco que daria um milhão para contratar um show do Beto? Acho que não nasceu esse empresário.

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |