Mara-bá(la)

domingo, 18 de dezembro de 2011.

É realmente muito triste de ver uma cidade tão importante para o Pará fazendo parte da lista de cidades mais violentas do Brasil e ocupando logo a terceira posição. O titulo da postagem não é ofensa é que eu gostaria de refletir uma questão, sempre estamos classificando ou dando uns nomes deste tipo é Marabala, Paragobala e tantos outros que de inicio parece até surtir um efeito cômico nas pessoas e parece engraçado, não é? É... Mas não tem graça nenhuma, estas classificações só servem para mostrar o quanto o cidadão Paraense está completamente desprotegido da cobertura do estado e que a qualquer momento algo pode lhe acontecer, os termos acima se referem à suspensão do estado quanto a medidas protetivas ao cidadão e que eles estão por sua conta neste mundo cão.
Agora eu quero ver. Propaganda é bonita e criativa, mas quais são os reais resultados da política pública de segurança do estado? Nenhum, não temos resultado porque o estado não tem implementação real de política pública alguma a mais de duas décadas, assim nosso estado vive de propaganda e parece rezar a Deus para que um milagre aconteça, enquanto isso o crime se organiza, se fortalece e até coopta quem deveria cuidar da segurança do cidadão.
Quando nossas cidades serão reconhecidas pelas belezas que cá temos e deste povo trabalhador que doa seu sangue, seu suor e muitos doam a própria vida para ter um lugar mais justo e melhor para viver. É triste, é revoltante e acima de tudo uma lastima que os senhores deste pré-feudo fiquem aí rindo da nossa cara e esbanjando nosso dinheiro, o mesmo dinheiro das mãos calejadas do nosso povo em coquetéis regados a whisky e mulheres.
Terminar este post estes que eu tenha um infarto e pedir caridosamente ao governador “mentira” do estado que pare de imitar o Pinóquio e comece a trabalhar de verdade, sai da mídia vá aonde precisa para resolver estas questões meu senhor, o sangue de muita gente também está nas suas mãos que não faz nada de significativo para resolver o problema da falta de segurança deste estado.         

2 Comentários:

Prof. Adinalzir disse...

Acredito que os políticos do Pará só irão acordar para a questão da violência, quando eles próprios começarem a ser devorados por ela. Aqui no Rio também era assim. Agora temos: política de segurança, UPPs, exército nas favelas, etc. Só não sei até quando...
Abraços e muita fé em Deus!

Blog do Tiago Sousa disse...

Só com muita fé em Deus para nos livrarmos de toda esta violência, que é por muitas vezes utilizado em discurso pelos nossos biltres políticos como hegemônico no estado Brasileiro e por isso passível de perdão ante a falta de segurança no estado, na verdade esta é uma tentativa sem escrúpulos de mascarar a realidade a falta de trabalho na área de segurança seguido da subserviência de agentes do estado para com a bandidagem. Muita fé é o que precisamos!

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |