SEFA – Governo Jatene não honra acordo

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011.
“Molecagem. Pura e simplesmente, molecagem.” Esta foi a forma mais amena registrada pelo Blog do Barata para definir a lambança protagonizada pela administração do governador tucano Simão Jatene, o João Preguiça(foto, à esq., com Wladimir Costa), diante da Lei Orgânica do Fisco. Depois de passar meses debatendo com a categoria a viabilidade das reivindicações dos servidores da Sefa, a Secretaria de Estado da Fazenda, o Palácio dos Despachos permanece silente a respeito do projeto, sem esclarecer, sequer, se a proposta já ancorou na Alepa, a Assembleia Legislativa do Pará, com a mais recente versão da Lei Orgânica do Fisco. De mais concreto sabe-se apenas e tão-somente, até aqui, que o líder do governo no Palácio Cabanagem, deputado Márcio Miranda (DEM), não cumpriu o acordado, que seria o projeto ser encaminhado à Alepa na última segunda-feira, 12, pelo governador.
A lambança fez o presidente do Sindifisco, o Sindicato dos Servidores do Fisco Estadual do Pará, Charles Alcântara, rumar para a Alepa, com outros dirigentes da entidade e parcela dos servidores, como parte do jogo de pressão e contrapressão para agilizar a tramitação do projeto, corrigido eventuais divisas. A mobilização dos servidores da Sefa conta com a solidariedade de dois parlamentares da Alepa. São os deputados Celso Sabino, do PR, e a peemedebista Simone Morgado, 1ª secretária da mesa diretora. Celso Sabino e Simone Morgado são servidores de carreira da Sefa. Além do cargo estratégico que ocupa na atual mesa diretora do Palácio Cabanagem, como 1ª secretária, a deputada inspira respeito político em conseqüência do suposto affaire que protagoniza com o ex-governador e senador eleito Jader Barbalho, o morubixaba do PMDB no Pará.

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |