A verdade sobre a greve PM/BM (02): Comissão decide contra os interesses dos militares

domingo, 22 de janeiro de 2012.
Apesar de os jornais locais (que nunca foram confiáveis) alardearem que a “catiguria” policial e bombeiro militar aceitou a proposta do governo e cancelou a greve, a verdade é que somente um grupo de pseudo-sindicalistas, à revelia dos militares estaduais, aceitou o acordo.

Sargento Hélio, Sargento Haelton, Cabo Rosiclei e outros, que se auto-intitularam representantes dos militares paraenses, fecharam acordo com o governo apesar de os milhares de policiais e bombeiros, que estavam em frente ao CIG, NÃO terem aceitado a ridícula proposta de reajuste oferecida pelo Governo Estadual.

Hélio chegou ao cúmulo de apelar para o cansaço dos militares, que estavam há mais de 10 horas em frente ao CIG, para tentar convencê-los a aceitar os termos da negociação. Afirmou que ali todos estavam passando fome e correndo o risco de serem admoestados disciplinarmente pelo comando da PM, logo deviam aceitar o acordo.

Como os militares não concordaram com os termos da proposta, Hélio e os outros "representantes" ignoraram os seus colegas de farda e, desrespeitando a vontade da tropa, fechou com o governo do Estado.

Hoje a tropa se refere aos pseudo-representantes como “VENDIDOS”, afinal é inconcebível que aquele que representa alguém decida algo em desacordo com a vontade do representado.        

2 Comentários:

Viviane disse...

Seu blog tem personalidade, estou seguindo, retribuindo a visita gentil que fez ao meu , o Razão e Resenhas.
Obrigada \o
Viviane

Blog do Tiago Sousa disse...

Eu Agradeço a gentileza e gostei muito do seu blog, parabéns pelo estilo!
Beijão!

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |