Te Liga Cientista da Religião!

sábado, 18 de fevereiro de 2012.
A hora do vamos ver está chegando para todos nós que nos dedicamos para fazer crescer e construimos todos os dias este campo maravilhoso do estudo academico chamado Ciências da Religião. Sabemos que de acordo com a LDB artigo 33 9394/96 (a lei n.º 9.475): "O ensino religioso, de matrícula facultativa, é parte integrante da formação básica do cidadão e constitui disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental, assegurado o respeito à diversidade cultural religiosa do Brasil, vedadas quaisquer formas de proselitismo.
§ 1º Os sistemas de ensino regulamentarão os procedimentos para a definição dos conteúdos do ensino religioso e estabelecerão as normas para a habilitação e admissão dos professores.
§ 2º Os sistemas de ensino ouvirão entidade civil, constituída pelas diferentes denominações religiosas, para a definição dos conteúdos do ensino religioso."
E temos também o artigo 11 “A República Federativa do Brasil, em observância ao direito de liberdade religiosa, da diversidade cultural e da pluralidade confessional do País, respeita a importância do ensino religioso em vista da formação integral da pessoa. §1º. O ensino religioso, católico e de outras confissões religiosas, de matrícula facultativa, constitui disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental, assegurado o respeito à diversidade cultural religiosa do Brasil, em conformidade com a Constituição e as outras leis vigentes, sem qualquer forma de discriminação".
Mas como incluso foi este artigo 11 em 2009 e parte dele veio de um acordo do governo com um lider religioso, então, isso resultou em uma ação no Supremo Tribunal Federal sobre a legitimidade de se ter um ensino religioso na escola pública.
Aí vem o questionamento será que podemos confiar em um  julgamento sério e que leve em conta a atual produção nesta área aqui no Brasil. A julgar pelas rescentes dos ministros que por um voto não invalidaram a lei da ficha limpa. Pelo visto o jeito é clamar, aos que tem fé e os que não tem esperar uma aviliação justa dos ministros.
Para quem não tem muito contato com tudo isso acima vai um vídeo para ajudar:

2 Comentários:

Prof. Adinalzir disse...

Infelizmente esse é um tipo de assunto que ainda vai gerar muita polêmica. E nas escolas públicas essa história está apenas começando.
Um ótimo carnaval!

Blog do Tiago Sousa disse...

Pois é Adinalzir, mas é necessário que se dê a quem de direito e que tenha preparação tecnica para isso a possibilidade de se fazer este debate que é importantissimo. O meu único receio é que o Supremo passe por cima da própria lei em nome do estado laico, diga-se de passagem o estado ser laico é uma necessidade agora as pessoas não são laicas e nem o estado é ateu. Enfim, esperemos para ver o que vai dar.

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |