O Pensamento Moralista não é Moralizado

sábado, 5 de maio de 2012.

O pensamento acima é meu mesmo, toda vez que temos algum problema de ordem “moral” nos debates e na convivência com a turma lá da universidade eu costumo repetir este que acho já deve ter virado um chavão e este encontrou ressonância na práxis de um amigo de turma, mas isso é só uma recordação para a analise da postagem.
Todos já devem estar cientes do ocorrido com o deputado federal pelo PPS (“um partido decente”) pelo estado do Pará Arnaldo Jordy e se não estão abaixo segue o vídeo:


O vídeo, provavelmente grampo, foi parar na internet e revela um dialogo onde o deputado conversa com uma ex-namorada e na minha opinião tenta convencê-la a fazer um aborto, fiquei esperando estes dois ou três dias para ver o discurso do Jordy, o pronunciamento da Josiane e o fogo da imprensa paraense, pois já era de se esperar que o candidato que ocupa a terceira colocação nas intenções de voto atrás justo do familiar de uma das maiores redes de comunicação do estado receberia “muitos elogios” até o fim da campanha.
Depois disso o que se viu foi um discurso longe, digo quilômetros de distancia da realidade ou de parte dela que aparece explicita na conversa e do que o Jordy escreveu a imprensa, alias aqui está o que ele disse: http://arnaldojordy23.blogspot.com.br/2012/05/jordy-se-manifesta-sobre-postagem-do.html
Algumas pessoas querem forçosamente separar a figura particular do deputado da figura pública, sinceramente, não creio que seja possível ainda mais em um estado como o nosso, em um país como o nosso ocupar um cargo público significa aceitar com que as pessoas entrem na sua casa, entrem na sua vida e vivam com você. Outra coisa é a questão do fato político uma coisa é dizer ou espalhar na imprensa que alguém é favorável ao aborto ou algo do tipo e outra coisa é a própria pessoa aparecer fazendo a defesa do mesmo, mas ainda que o vídeo seja um jogo da oposição para atingir o candidato a prefeitável da capital não tem mais jeito o baguio já vazou.
Agrava ainda mais a situação quando lembramos que o deputado foi o grande baluarte da comissão parlamentar contra a pedofilia que resultou daí uma cassação de um dos seus pares e a prisão de uma turma, depois desta bandeira de luta o deputado foi reconhecido pela sociedade e sua luta contra inclusive o aborto em defesa da vida fez com que recebesse apoio das pessoas que trabalham com o direito das crianças e dos adolescentes no estado. Foi eleito deputado federal com 201 mil votos sendo o mais bem votado do seu partido no Brasil e o dos mais bem votados do Pará. Hoje o deputado integra a CPI do trafico de pessoas.
“Moral” da história: com este vídeo que já se alastrou como faísca em folha seca chega ao fim o discurso moralista do até então ferrenho defensor da vida ou como disse um professor é difícil pregar a moral de cueca e pelo que se tem de experiência em tal assunto basta um deslize para cair no descrédito. Há ainda os que vêem o ocorrido como uma maneira que a oposição achou de aproveitar a abominação que a sociedade tem do aborto e usar para atingir o candidato/deputado, mas para mim a própria biografia dele já responderia esta questão não sendo o suficiente eu como muitos deve ter ficado chocado não com o aborto em si, mas com a forma como hora ou outra ele se refere na gravação como se fosse uma coisa que a ex-namorada carrega descartável se ela quiser. Parece que a máxima do faça o que eu diga, mas não faça o que eu faço está valendo para muita gente.

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |