As Estratégias da Situação

domingo, 30 de setembro de 2012.



Eu realmente esperava algo melhor ou pelo menos “mais profissional” como dizia por aí certo blogueiro, mas chegando ao fim da caminhada até o dia 07 de outubro e com a larga vantagem adquirida pela oposição em face ao descaso e abandono dos bairros até as vésperas da eleição o que vemos por parte do jogo situacionista foi um conjunto de fatores que visam reverter apenas o quadro eleitoral. Acho que aqui esta valendo a máxima no amor e na política vale tudo. Vamos aos poucos as estratégias utilizadas:
1 - Criação de uma frente ampla de defesa nos meios de comunicação: Nos poucos meios de comunicação que existem na cidade como; facebook, blogs e até a rádio da cidade se juntaram pessoas para fazer não só a defesa com contra-argumentos nem sempre embasados em fatos concretos e reais e com o uma outra estratégia que foi a criação de fatos políticos.
2 – A criação de fatos políticos: A criação de fatos políticos é tão antiga como a própria posição de cagar. Faz parte da velha política e sempre esteve presente como meio de se desqualificar o adversário. Por exemplo: aqui na cidade temos a exoneração da ex-diretora da escola Marieta Emmi e uma representação de uma chapa contra outra apenas com o objetivo de no âmago das emoções fazer com que as pessoas acreditem que essas informações são verdadeiras e como a emoção às vezes fala mais alto do que a razão, elas acreditam mesmo que isso seja real sem pesquisar sobre o ocorrido.
3 – Desqualificar sem Provar: Agora a essa altura não satisfeitos em criar os fatos políticos estão a massificar eles e pendurar como um lastro de verdade, e mais, os ataques passaram a ser a moral das pessoas, basta se dizer da oposição para virar alvo do esbravejo situacionista.
4 – O uso da Máquina Pública: É até vergonhoso ver o que está acontecendo nesta cidade, utilizar a máquina pública para reverter uma eleição além de imoral e ilegal é brincar com as faculdades do povo. E não me venham os defensores da situação dizer que é apenas “trabalho” porque isso é descaramento, se as obras tivessem começado a dois, um ano atrás vá lá, mas tentar reconstruir a cidade a três meses do processo eleitoral se findar é uso da máquina pública sim, e isso é crime. Mas infelizmente nesta republica quem manda é quem tem $$$ e eles podem fazer o que quiserem. A única resposta que pode ser dada é nas urnas.
Até o domingo dia 07 de Outubro e boa eleição para todos!  


Sobre o Autor:
Tiago Sousa
*Tiago Sousa Natural de Santa Izabel do Pará, é graduando do curso de Ciências da Religião – UEPA, Técnico em Turismo pelo CEFET-PA turma de 2005 e participa do Grupo de Pesquisa dos Movimentos Socais, Educação e Cidadania na Amazônia - GMSECA. Tiago é o administrador deste Blog, escreve apenas sobre política no Blog Política em Debate e Também escreve versos no Blog Verso Reverso

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |