FICÇÕES

segunda-feira, 3 de setembro de 2012.

Por Lino Oliveira
    
  Acredita-se que uma parte significativa do povo Izabelense, isto é, aqueles que realmente prezam e querem ver sua terra progredir, estarão atentos no que será exposto nos palanques, na reta final da campanha.

   Arriscando-se um palpite, teremos como regra o grupo situacionista, tentando apresentar um projeto de governo,que não fora levado a efeito pelo seu gestor . Se referir-se a resolver  todas as necessidades por que passa o município, corre o risco de anuviar os oito anos do governo peemedebista e poderia soar como uma reprimenda à atuação do próprio gestor, que não se sentiria confortável na campanha.

    Quanto à oposição, poderá usar (e até abusar) de todas as falhas cometidas pela situação, que em dois mandatos consecutivos, com parcerias fictícias e sem conseguir desenvolver o município, decepcionou até seus próprios correligionários. Claro que a oposição também se dará ao luxo de explorar a posição do município entre os que menos se desenvolveram nos últimos dez anos. 
    Torna-se, portanto, inimaginável criar-se uma imagem política de um candidato, se quem o apontou não conseguiu construir sequer, sua própria imagem.
    Engana-se, portanto, quem pensa que o povo não se cansa de ficções.  

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |