A Câmara Municipal

quinta-feira, 18 de outubro de 2012.
Por Tiago Sousa*
Como havia prometido depois da segunda poderia fazer uma analise mais precisa sobre a eleição que levou Dr Gilberto Pessoa a prefeitura de Santa Izabel e mais 13 vereadores. Vou colocar aqui em ordem de votação apenas para ilustrar, haja vista que já publiquei aqui um quadro com os eleitos, são eles; Nunes Promoções pelo PTB com 1516 votos (4,73% do eleitorado); Ricardo do Meio Ambiente pelo PRP com 926 votos (2,89% dos eleitores); Henrique da CT pelo PSDB com 898 votos (2,80% dos eleitores); Totó pelo PSL 874 votos (2,72% dos eleitores); Virgílio Kennedy pelo PSDB com 849 votos (2,65% dos eleitores); Valdeci do Travessão pelo PP com 839 votos (2,62% dos eleitores); Zé Rosa pelo PSD com 731 votos (2,28% dos eleitores); Josivaldo Lima pelo PSD com 670 votos (2,09% dos eleitores); Rodinha pelo PPS com 656 votos (2,04% dos eleitores); Luciano pelo PR com 619 votos (1,93% dos eleitores); Oneide Brito pelo PMDB com 597 votos (1,86% dos eleitores); Tony Lisboa pelo PMDB com 594 (1,85% dos eleitores) e Celito Campos pelo PSD com 575 votos (1,79% dos votos).
O que temos que levar em conta nesta analise são dois fatores que demonstram a movimentação do eleitorado. Primeiro, é os votos por cada coligação proporcional. Segundo, o impacto que trará para a gestão futura a configuração atual deste legislativo. Vejamos por parte:
1º - A eleição para proporcional contou com 08 chapas no total sendo que destas chapas apenas 06 chapas fizeram vereadores. A matemática eleitoral não é tão simples de se entender, mas eu vou tentar explicar assim mesmo. Existe uma coisa chamada de coeficiente eleitoral, e é baseado neste coeficiente que as vagas para a câmara são distribuídas proporcionalmente ao numero de vezes que se quebra esse coeficiente e em não tendo quebras suficientes para se preencher as vagas o restante são distribuídas por média de votos obtidos (espero que tenham entendido). Para se obter o coeficiente pega-se o numero total de eleitores que votaram na eleição e se divide pelo numero de cadeiras disponíveis na câmara que no caso de Santa Izabel são 13 vagas, e o numero de votantes para vereador esse ano foram de 32.083 eleitores, portanto se divide assim:
32.083/13 = ±2.468
Já sabemos que o coeficiente é de aproximadamente 2.400 agora é só saber quanto cada chapa teve de votos e verificar a quebra de coeficiente e ver no que dá, certo... Como disse antes tivemos 08 chapas proporcionais, foram elas: PDT/PPS que somou no total 3.440 votos; PMDB/DEM/PMN que juntos somaram 4.595 votos; PP/PR/PHS que juntos somaram 4.584 votos; PRB/PSL/PRTB/PTC/PV/PSDB que juntos totalizaram 5.680 votos; PSC/PSDC que juntos chegaram a monta de 1.765 votos; PSOL sozinho teve 272 votos; PT e PSD juntos tiveram 6.972 e terminando as chapas PTB/PRP/PCdoB somando 4.775 votos.
Não resta duvidas quantos as chapas que ficaram sem fazer vereador o PSOL obteve 272 votos, veio sozinho, e a dobradinha PSC/PSDC que chegou a 1.765, ambos não conseguiram alcançar o coeficiente, ambos ficaram sem vereador.
Quantos as demais chapas quatro delas valem ser destacadas aqui a chapa que contava com o PT e com o partido do candidato eleito a prefeito Dr Gilberto, o PSD, que juntos foram a chapa mais votada da eleição chegando a quase 7 mil votos e fazendo coeficiente para dois vereadores e fez mais um por média de votos. Outra chapa também apoiadora do Dr Gilberto foi a que contava com PRB/PSL/PRTB/PTC/PV/PSDB juntos chagando a segunda chapa mais votada da eleição com o total de 5.680 votos fazendo também coeficiente para dois vereadores e uma vaga por média de votos. Só por esta previa das chapas a vereador é de se notar tangível a vontade do povo por mudança, os candidatos a vereador do lado do Doutor pouco encontraram dificuldades em abrir o dialogo com o eleitor, pois esta predisposição a mudar facilitou um pouquinho a vidas deles, não é de se estranhar que na chapa da situação alguns candidatos na hora de pedir votos para o candidato situacionista estavam fazendo corpo mole ou até nem pediam mais voto nenhum, valia a máxima “vote em mim, eu sendo eleito é o que importa o candidato a prefeito fica a sua escolha”.
As outras duas chapas que merecem destaque são as chapas do PMDB/DEM/PMN que obteve 4.584 e fez coeficiente suficiente para um vereador apenas e a chapa do PTB/PRP/PCdoB que obteve 4.775 e também fez coeficiente suficiente apenas para um vereador. Ambas as chapas que ficaram em terceiro e quinto lugar entre as mais bem votadas, observando o numero de votos. Achei interessante por em destaque também estás duas chapas, pois carregaram consigo as siglas do PMDB partido do candidato situacionista e o PTB que tinha o vice-prefeito na chapa da situação e que, no entanto, só não ficaram cada uma com um vereador eleito, pois teve as vagas por media de votos e cada uma conseguiu mais uma vaga.
Para encerrar as chapas com vereador eleito tivemos a chapa do PDT/PPS que teve 3.440 votos e alcançou apenas o coeficiente e conseguiu uma vaga e a chapa do PP/PR/PHS que teve 4.584 votos e por coeficiente também só fez um, mas quando da divisão por média ganhou mais uma vaga.
No final a configuração da câmara ficou assim: vereadores eleitos da oposição por quebra de coeficiente partidário = 4 vereadores e vereadores da situação eleitos também por quebra de coeficiente partidário = 4 vereadores. A disparidade aparece quando da distribuição das vagas que sobraram por média de votos obtidos por chapa a oposição ficou com 2 vagas totalizando 6 vereadores eleitos quanto que a situação ficou com mais 3 vereadores totalizando 7 vereadores eleitos. Numero total de vereadores em Santa Izabel 13 sendo que 7 foram eleitos na situação e 6 na oposição, coloco que os 7 vereadores foram eleitos “na situação”, pois ainda tem muita coisa para acontecer ao longo desses quatro anos de mandato e como o posicionamento dos vereadores eleitos é historicamente, diria que “volátil” não da para saber como eles irão atuar até a tomada de posse em diante.
Vou disponibilizar alguns quadros abaixo, um com o quantitativo por chapas e os outros quadros que trás o nome dos vereadores eleitos por quebra de coeficiente e os que “passaram arrastados na matéria eleitoral do ano letivo de 2012” e foram eleitos por média, vai abaixo:


Quocientes Eleitoral e Partidário



Vereadores eleitos pela oposição por quebra de Quociente
Vereadores Eleitos por média pela oposição, também "passando no final do fio"

Vereadores Eleitos pela Situação por Quebra de Quociente


Vereadores que "passaram no ano eleitoral arrastados" ou eleitos por média pela situação


Vou terminar esta postagem por aqui, pois pretendo ainda fazer outras publicações para analisar estes e demais dados, por enquanto tenho duas observações que julgo pertinente. Primeiro é praticamente o reforço do que já havia escrito os eleitos na situação podem ou não permanecer assim e como a diferença foi apenas de um vereador pode ser que o Doutor não tenha feito maioria mais adquira maioria ao longo do tempo que está por vir. A segundo observação que tenho a fazer é quanto a questão dos vereadores contar com a presença de dois dos vereadores que fazem parte da atual configuração da câmara municipal, Luciano e Tony só foram eleitos pois sobraram vagas se caso as chapas concorrente tivessem feito o coeficiente eles naturalmente estariam de fora, destaco aqui o fracasso político do vereador Tony eleito no pleito passado quando o colégio eleitoral era menor ele foi eleito com 978 votos e este chegou a presidir a casa, ganhou a eleição, mas o desgaste não tenham duvidas que ficou ou se faz um trabalho diferente neste novo mandato ou pode ir pensando em pendurar as chuteiras.
Fico por aqui, mas depois tem mais, é que a postagem está muito extensa. “adispois eu vorto!”... Inté!...

Sobre o Autor:
Tiago Sousa
*Tiago Sousa Natural de Santa Izabel do Pará, é graduando do curso de Ciências da Religião – UEPA, Técnico em Turismo pelo CEFET-PA turma de 2005 e participa do Grupo de Pesquisa dos Movimentos Socais, Educação e Cidadania na Amazônia - GMSECA. Tiago é o administrador deste Blog, escreve apenas sobre política no Blog Política em Debate e Também escreve versos no Blog Verso Reverso

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |