A Câmara Municipal: Os Reprovados!

sexta-feira, 9 de novembro de 2012.

Por Tiago Sousa*

Ainda tenho algumas poucas publicações sobre o processo eleitoral que passou, até mesmo porque a nova gestão assume em janeiro e já estamos em idos de novembro. Esta publicação vai tentar dar conta da situação dos vereadores do município que não conseguiram a reeleição e também aquele(s) que tinham mandato, mas por algum motivo resolveram não participar mais do processo político com um mandato novo.
Primeiro se faz necessário que tenhamos em mente quem foi que tomou posse como vereador em 2008 em nossa cidade, para isso irei colocar um quadro com os eleitos e seus respectivos partidos:

Como vocês puderam observar a câmara contava com 10 vagas e que foram preenchidas respectivamente em ordem de votação por: Tony Lisboa do PMDB com 978 votos; Junior Brasil do PMDB com 913 votos; Boró do DEM com 858; Nunes Promoções do PTB com 835 votos; Jorge Tubarão do PT com 683 votos; Denilson Viana do PcdoB com 644; João Maria do PSC com 495 votos; Totó do PSL com 461 votos; Edimilson Galeno do PR com 431 votos e Luciano do PR com 377 votos.
A questão pratica aqui é a seguinte; dos 10 candidatos da legislatura que se encerra apenas Junior Brasil do PMDB resolveu não concorrer a mais uma possível eleição a câmara, o restante todos concorreram a possibilidade de nova legislatura, coisa que não se confirmou para 5 deles. Temos então que dos 9 atuais vereadores eleitos apenas 4 voltarão para um novo mandato, vejamos dois painéis que irão nos fornecer mais dados para reflexão:
 Quadro de votação Por Coligação
Quadro de Vereadores Reeleitos 
Vejam que o que fica aqui é a grita da descida na votação do vereador Tony Lisboa do PMDB que despencou de 978 votos em 2008 para 594 votos nesta eleição, e também da subida na preferencia do eleitorado dos vereadores Totó, que teve na eleição passada 461 votos e neste pleito alcançou a marca de 874 uma oscilação de 413 votos, e o vereador Nunes Promoções que teve no pleito passado 835 e saltou para 1.516 votos uma variação de 681 votos, e do vereador Luciano que subiu da marca de 377 votos para o placar de 619 votos. O que fica da votação dos vereadores que foram reeleitos com crescimento no quadro eleitoral é o bafafá dos bastidores da política Izabelense que dá conta de que Nunes esteve empenhado em alcançar a marca de 3.000 votos, pois estaria na trilha de se lançar candidato a prefeito do futuro processo eleitoral em 2016. Já ao vereador Totó estaria a vontade de ir na pedida do comando da Casa dos legisladores. Mas, é claro que isso são histórias de bastidores e como o blogueiro não perguntou aos vereadores, então ficamos com a suposição.
Quadro dos Reprovados
Quanto aos 5 vereadores que não conseguiram renovar os mandatos precisamos ver caso a caso, pois a situação de analise dos “porquês” de terem ficado do lado de fora é bem complexo. Comecemos a analise então pelo numero de votos em ordem crescente dos vereadores não reeleitos:
E o primeiro é o vereador Denilson Viana do PcdoB que saltou da marca de 644 para 851 e com isso foi o quarto vereador mais bem votado da cidade, mas por estar na coligação com Nunes Promoções candidato mais bem votado e com Ricardo do Meio Ambiente o segundo mais bem votado ficou de fora, pois a coligação só fez um por quebra de coeficiente e um por média de votos.
O próximo vereador que bateu no “pau da trave” (gíria do futebol para bola que não entrou) foi o vereador João Maria que saiu dos 495 votos que teve na eleição passada para uma leve subida e obteve 589 votos, mas como a sua coligação não fez coeficiente para eleger nenhum vereador sequer, embora tenha sido o mais votado da coligação ficou de fora.
Seguindo na analise temos o vereador Boró que caiu dos seus 858 votos na eleição “trasada” para 511 votos nestas eleições e embora a sua coligação (DEM/PMDB/PMN) tenha feito dois vereadores, um por coeficiente e outro por média o que entrou por média foi o vereador Tony com 594 ficando a diferença de 83 votos para o vereador Boró conseguir ser reeleito. Bom salientar que os vereadores que tentavam a reeleição desta chapa tiveram indubitavelmente declínio na preferencia do voto do eleitor, dois pontos devem ser observados como fator para tal; o trabalho (se é que existiu trabalho) dos vereadores que não chegou as vistas do povo e sua preferencia por estar ao lado do candidato do rejeitadíssimo prefeito Marió Kató.
O vereador Edimilson Galeno embora tenha saltado de 431 votos para 502 nesta eleição não consegui a tão almejada vaga de reeleito por conta que sua coligação (PP/PR/PHS) só fez coeficiente para um vereador. O vereador eleito por cociente foi do PP Valdecir do Travessão com 839 votos e o que entrou por média foi o vereador do seu partido Luciano que foi reeleito com 619 votos.
Por ultimo dos que ficaram reprovados no ano eleitoral está o atual vereador Jorge Tubarão do PT que teve na eleição passada a 7ª melhor votação com 683 votos e despencou para incríveis 296 votos. Eu poderia apontar apenas aqui a falta de visibilidade do mandato do Jorge Tubarão e também de sua imagem ficar colada a da gestão Marió, que alias carregou, como se pode notar bem, boa parte da votação dos candidatos que fixaram sua imagem ao longo deste mandato a dele para baixo, mas como acompanho o processo dentro do Partido dos Trabalhadores se tem também que levar em conta a fragmentação temporária a qual o partido passou e por outro lado a perda do governo estadual e a ressoar a imagem que ficou da gestão de Ana Julia que afetou a votação do partido aonde quer que o PT tenha lançado candidaturas no estado, fora os poucos candidatos que fizeram mesmo do seu mandato algo de expressiva visibilidade em meio a população ou ao setor da sociedade para qual eles foram eleitos e ficaram incumbidos de representar, todos os demais tiveram votações fracas tal qual a do Jorge aqui na cidade.
Uma ultima curiosidade. Quando olhamos para o quadro dos eleitos podemos ver dois nomes que já foram vereadores entre os nomes da "nova casa" que conta com Célito Campos eleito pelo PSD e o Zé Rosa eleito pelo PSD também. Em assim sendo os únicos nomes novos mesmo são de 7 vereadores das 13 cadeiras, vai ver a "renovação" não foi tão renovação assim.
Quadro dos eleitos
Esta postagem ainda continua, pois veremos na próxima o quadro partidário de votação na cidade... postagem grande, então, inté!

Sobre o Autor:
Tiago Sousa*Tiago Sousa Natural de Santa Izabel do Pará, é graduando do curso de Ciências da Religião – UEPA, Técnico em Turismo pelo CEFET-PA turma de 2005 e participa do Grupo de Pesquisa dos Movimentos Socais, Educação e Cidadania na Amazônia - GMSECA. Tiago é o administrador deste Blog, escreve apenas sobre política no Blog Política em Debate e Também escreve versos no Blog Verso Reverso

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |