Ai que Vida!

domingo, 4 de novembro de 2012.
Por Tiago Sousa*
Estou todo desconcumbelado de tanto rir, quase rachando no meio. Uma amiga (Rosiely Reis) me passou pelo facebook o link de um filme de produção independente chamado “Ai que Vida!” e que começou a ser gravado em janeiro de 2007 na cidade de Amarante no Piauí sobre a direção de Cícero Filho o filme que começou com um orçamento muito pequeno, quase 800 reais, só conseguiu ser concluído graças à ajuda de muitas pessoas, entre elas a prefeitura da cidade. A película conta a história fictícia de uma cidade do interior do Brasil chamada Poço Fundo (Cidade Fictícia) que tem um picareta a frente da administração municipal “Zé Leitão” o prefeito só tem em mente uma coisa ganhar mais e mais dinheiro nas costas dos otários que o elegeram e este tenta a reeleição, este fato é o que me chamou verdadeiramente a atenção quando assisti o filme, até mesmo mais do que o tom humorístico que é incrível, o sistema de corrupção montado pelo prefeito com a ajuda de um dos vereadores da cidade emitindo notas frias e aumentando o valor dos caixões comprados na empresa que o próprio vereador administra, a falta de médicos no hospital da cidade. O monopólio da informação leva o povo a achar que realmente o prefeito está cumprindo com o que diz. A situação só começa a mudar de figura quando a esposa do vereador “paixão” decide ser candidatar e expõe os podres da administração de Zé Leitão.
Se não fosse uma cidade fictícia poderia ser qualquer cidade do interior do país dado o grau de natureza realística que a paisagem desenhada pelo diretor é exposta, mas uma frase repetida pelo prefeito Zé Leitão me fez lembrar da eleição aqui na minha cidade, quando ele diz assim: - “oia Chica quando o pessoal quer adirir pra um lado nem dinheiro compra a vontade de ninguém[...]” exatamente como tal cá quando alguns diziam que certo empresário jamais perderia a eleição por ter muito dinheiro, mas parece que o povo não tomou ciência deste, como eu sempre dizia engraçado dizerem que esse fulano está eleito, só esqueceram de combinar isso com a população.
O esquema exposto no filme é incrivelmente real, compra de votos por trocas de favores, como por exemplo; a doação de material para a família como: caixão, dentaduras, material de construção, etc. ou auxílios que deveriam se ter como normal servem como argumento para influenciar no voto do cidadão a doação de remédios, exames médicos, consultas e tantos outros. Aqui na minha cidade temos vereadores eleitos neste esquema que infelizmente se perpetua nas cidades do interior e hoje também das capitais Brasileiras.
E além de tudo isso o filme trás a história de amor de Valdir e Charleni. Esse filme eu recomendo. Vai abaixo o filme completo que está publicado no youtube, bom filme: 





Sobre o Autor:
Tiago Sousa*Tiago Sousa Natural de Santa Izabel do Pará, é graduando do curso de Ciências da Religião – UEPA, Técnico em Turismo pelo CEFET-PA turma de 2005 e participa do Grupo de Pesquisa dos Movimentos Socais, Educação e Cidadania na Amazônia - GMSECA. Tiago é o administrador deste Blog, escreve apenas sobre política no Blog Política em Debate e Também escreve versos no Blog Verso Reverso

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |