0

Eu Tenho 100 Mil Amigos!

segunda-feira, 30 de abril de 2012.
Como diz a música estou caminhando rumo aos 1 milhão e quem duvida? Ainda lembro quando o blog recebeu os primeiros mil acessos e sonhava este blogueiro em bater os dez mil, depois disso já parei de conferir os acessos, pois sei que aqueles que gostam do que escrevo e de como escrevo estarão sempre por aqui e é a eles aos meus amigos de blog e meus leitores que gostaria de agradecer.
O Discurso:
- Gostaria de agradecer primeiramente a Deus e depois aos meus pais, minha família.... rá! Pegadinha do malandro! Que discurso que nada. Eu gostaria mesmo é de compartilhar cada vez mais com vocês os meus acertos e erros e aprender, pois somos todos eternos aprendizes de algo, ninguém sabe tudo e nem deve, o ser humano não agüenta saber que é pleno. Enfim... Meus amigos blogueiros e toda a turma da rede que vem já a dois anos e uns tararás compartilhando informação, cultura e conhecimento comigo, este mundo blogosférico quem entra não consegue sair. E pensar que em 2009 tudo começou com uma curiosidade ou como diz um sábio professor de uma “incapacidade” de explicar tudo a nossa volta e lá se vai tentar por “ordem no caos”.
Sem esquecer-se da turma do exterior, meus agradecimentos. O blog já chega aos 14 mil acessos nos Estados Unidos e mais um monte de acessos em diversos países ao redor do globo, é o blog se internacionalizando.
E a todos que me enviam e-mails e uma enxurrada de criticas hora pertinentes hora nem tão pertinentes assim, mas já se sabe que não vou agradar e nem devo ou como dizia o velho guerreiro “estou aqui para confundir e não para explicar”.
Valeu turma os 100 mil e que venham 100 milhões!
Leia Mais...
0

Torre de Babel? Sente o Drama.

domingo, 29 de abril de 2012.
Leia Mais...
2

Parabéns Frangão!

sábado, 28 de abril de 2012.
Por Lino Oliveira

ATLÉTICO CLUBE IZABELENSE, 88 ANOS



Ontem (26) o nosso querido Atlético Clube Izabelense chegou a 88 anos de existência. Em virtude da data ter caído em meio de semana, a atual direção resolveu realizar uma singela festa na manhã de domingo (29), no seu estádio, o Abreuzão.
Em conversa com o atual presidente sr. Nilson Solon, ele adiantou que serão convidados todos os sócios beneméritos, que são: Alderico Miranda, Antônio Simão, Edilson Abreu, Guilherme Junior, Jairo Pereira, Luis José Holanda, Marcos Campos, Orlando Lino, Reginaldo Moraes.
Completando a parte festiva, a direção estava em demarches para trazer uma equipe mista do Paysandu Sport Club, para um amistoso, com um novo quadro do Vermelão da Estrada.
Portanto a data deve ser lembrada, principaçmente em respeito ao grande baluarte Manoel Ernestino da Silva, dentre muitos outros, que deixaram a marca de dedicação neste clube.
Por nossa sugestão, será prestada uma singela homenagem a Manoel Silva, ele que fora um dos fundadores que ainda residia em nossa cidade, onde faleceu em 1999.    
Via: http://bloglinoliveira.blogspot.com.br/
Leia Mais...
0

Um Rato no Toba

sexta-feira, 27 de abril de 2012.

Essa é de matar qualquer um. Imaginem vocês que a semana que passou foi de muitas perguntas para mim e questionamentos para os outros, graças a Deus quem me conhece sabe que não sou de meias palavras quando preciso perguntar algo ou afirmar não costumo fazer rodeios mando na lata e doa em quem doer este sou eu. Comecei a semana tentando entender algumas coisas, inclusive será tema de outras postagens, e para isso fiz perguntas para alguns amigos que eu tinha crença me ajudariam a responder. Sei que neste vai e vem estava no busão quando me reencontrei com um amigo de minha infância, o Calleb, e foi muito bom porque conversamos sobre vários assuntos entre os quais estavam passando por meios questionamentos.
Mas... voltando ao tema da postagem, no meio do papo surgiu um assunto que é sempre muito polemico que é esta enxurrada das Igrejas Cristas ditas Neopentecostais ou pós-pentecostais (fica a gosto do freguês) e o como estas estão moldando e ditando regras de comportamento e já que se encaixam no alicerça “inquestionável” Igreja-Estado-Política ele me contava que ousou fazer um questionamento lá pelo facebook e foi malhada pelo galera azul* que tratou de dispensar a ele o “amai ao próximo como a si mesmo” e desceram o cacete nele, mas o que foi mais intrigante para mim foi quando passamos a conversar sobre sexualidade e ele me relatou de uma cartilha que ele tinha lido que fazia referencia a Igreja universal e seria de autoria do Bispo Edir Macedo.
Terminado a conversa fiquei muito curioso de saber desta tal cartilha que reza em um de seus tópicos que o anus é um local de impurezas e compara com o esgoto onde tem tudo quando é imundice, até rato, e portanto não pode ser usado para praticar sexo. Meu pensamento na hora foi que se existe rato deveria ser no toba do Macedo porque no meu tem não, moço oh! Mas aí eu fiz o papel do escritor que pesquisa as suas fontes e fui atrás de saber se é realidade isso ou não. O que eu encontrei foram alguns blogs que disponibilizavam a mesma mensagem sobre a tal cartilha, achei estranho, então, resolvi ir aos blogs/sites especializados em desvendar mitos da rede mundial de computadores dentre alguns visitei o e-farsas que em sua pagina conta toda a história, na realidade este foi um e-mail enviado aos milhares com esta mensagem que depois virou uma postagem que também foi republicada aos montes por alguns blogs, mas que, no entanto, era uma invenção, pois o livro “Castigo Divino” onde costa os textos da cartilha que diz ter sido publicada pelo Edir Macedo não foi se quer publicado.     
Como o conteúdo da cartilha é sobre como deve fazer um cristão/cristã para transar logo que mensagem ganhou repercussão o próprio Macedo fez questão de publicar no blog dele http://www.bispomacedo.com.br/tag/livro/ uma postagem para dizer que ele jamais escreveu tal livro e que quem o fez está tanto tentando atingir o Bispo quanto a Igreja, pois em seu conteúdo achincalha e usa palavras de baixo calão com os crentes.
Puta que o pariu, né! O que eu fico puto da vida é que tem tantas coisas reais e passíveis de critica e me vem alguém e inventa uma cartilha dessas para tentar atingir o já frágil “arauto da fé” e seu rebanho iludido e para acabar de completar os comentários do Macedo para mim foram piores que a própria cartilha.
Moral da História: Deve haver um rato bem grande no toba do desocupado que escreveu a tranqueira desta cartilha e fez questão de espalhar, fala sério!
Leia Mais...
0

"Cura gay"

quinta-feira, 26 de abril de 2012.
por PauloGomes

Se existem inconstitucionalidades explícitas na proposta de lei que pretende mudar uma resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP), para permitir que psicólogos possam atuar na chamada “cura gay”, caberá ao Congresso Nacional decidir. Mas o objetivo da bancada evangélica de pautar novamente o velho debate na Câmara dos Deputados foi atingido. A proposta, de autoria do presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado João Campos (PSDB-GO), deverá pautar as discussões da Comissão de Seguridade Social e Família ainda no primeiro semestre, em uma, duas ou até mais audiências.Trata-se de um projeto de decreto legislativo que tem por objetivo abolir dois dispositivos aprovados em 1999 pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP). Um das normas contestadas pelo Legislativo veta a participação dos psicólogos em atividades públicas que reforcem preconceitos sociais. Além disso, o projeto apresentado pelos evangélicos tem o objetivo de suprimir o parágrafo único da resolução do conselho que diz que “os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades”.No fim do ano passado, foi apresentado requerimento de audiência pública pelo relator do projeto, deputado Roberto de Lucena (PV-SP), que havia elaborado parecer em favor da aprovação da proposta. Geralmente, as audiências públicas servem para instruir o relator em seus pareceres e são feitas antes de o relatório ser apresentado. Nesse caso, houve uma inversão do trâmite. Lucena se justificou dizendo-se surpreendido pela polêmica sobre o assunto, daí a decisão de pedir as audiências, mesmo depois de já ter elaborado seu parecer.
“Fiquei muito honrado pela oportunidade e confiança de relatar essa proposta e meu voto foi pela aprovação. Só que me dei conta da complexidade da matéria, da polêmica que envolve esse assunto. Recebi vários e-mails e telefonemas em meu gabinete, de pessoas que são a favor e também de entidades representativas da sociedade que defendem a causa gay. Por isso, decidi pedir a audiência para ouvir todo mundo”, disse. “Vou para a audiência como uma folha de papel em branco.”Embora os dispositivos do CFP contestados pelo projeto falem explicitamente de cura da homossexualidade, o relator defendeu-se dizendo que a proposta não abrirá espaço para considerar a homossexualidade uma doença. “Essa proposta em nada tem a ver com a cura gay. Isso foi uma distorção da imprensa. Nem o autor e nem eu tratamos a homossexualidade como doença. O que queremos é que não seja negado a ninguém, ao homossexual, ao heterossexual, ao bissexual e até ao assexuado, o direito de um auxílio profissional. Queremos que os psicólogos não sejam impedidos de atender uma pessoa que tenha desejo de mudar”, destacou o relator.O projeto foi apresentado no ano passado, mas a idéia não é nova na Câmara dos Deputados e, invariavelmente, volta à baila pelas mãos da bancada evangélica. Em 2005, o então deputado federal Neucimar Fraga (PL-ES), também integrante da bancada, tentou convencer os 52 parlamentares da Comissão de Seguridade Social e Família a aprovarem sua proposta que garantia o “tratamento” pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Na época, Neucimar chegou a coletar histórias de homens que se diziam curados da homossexualidade depois que tiveram ajuda de profissionais ou de religiosos. Ele ainda ressaltou que a proposta tinha o objetivo de garantir tratamento gratuito para quem “voluntariamente” se apresentasse para ser curado.Agora, a justificativa apresentada no projeto, pelo deputado João Campos, passa questionamento da competência do CFP em ditar as regras para o exercício da profissão. No texto, o deputado acusa o conselho de usurpar uma competência que é do Legislativo, a de fazer as leis. Além disso, o texto alega que o CFP restringiu o trabalho do psicólogo e o “direito da pessoa de receber orientação profissional”.“O Conselho Federal de Psicologia, ao restringir o trabalho dos profissionais e o direito da pessoa de receber orientação profissional, por intermédio do questionado ato normativo, extrapolou o seu poder regulamentar. O Conselho Federal de Psicologia, ao criar e restringir direitos mediante resolução, usurpou a competência do Poder Legislativo, incorrendo em abuso de poder regulamentar, com graves implicações no plano jurídico-constitucional”, diz o texto.
O Homossexualismo Em Buenos Aires
Os homossexuais de Buenos Aires deviam ser assistidos pela Prefeitura mesmo porque a falta de orientação sexual nas pequenas cidades interioranas do Nordesteinexiste. Esses homossexuais, masculinos e femininos, precisam de ajuda urgente, seja pelo aumento expressivo, virou uma praga, Buenos Aires tinha em 1965 dois gays masculinos famosos, e hoje já ultrapassa várias centenas para uma população de 12 mil adultos. Uma ação conjunta das Secretarias de Educação do Município e do Estado poderia frear a peste gay que semanalmente estão nas bocas dos fuxiqueiros. Aqui em Buenos Aires já são conhecidas casas de encontro de gays masculinos e é comum deparar-se com um bando desses fracassados entes, cujos projetos de Homem não vingaram. Talvez eles fossem influenciados ao assistir as novelas da TV Globo que dá muita ênfase ao comportamento e cotidiano gays. Nas escolas são freqüentes interrupção de aulas pelo exibicionismo  e afoitamento de alunos gays, crianças que ainda não entraram na fase adolescente ou de mocinhos que tagarelam afeminadamente em tom alto e não obedecem as ordens de professores. Quanto às lésbicas já é notório um aumento muito grande dessa praga. Estão na boca do povo histórias de casos envolvendo mulheres casadas, alunas da Escola Prof. Jaime Coelho, etc.Até os povoados de Lagoa de Outeiro e Cana Fístula têm seus casos homossexuais conhecidos pela população buenos-airenses. Fiquei surpreso com uma conversa com um gay masculino onde ele relatava o desejo de mudar de sexo através de  uma operação cirúrgica que deve custar, ele dizia, uns 20 mil reais, mas que poderia ser realizada gratuitamente se fosse bancada por uma organização internacional  que recrutava  gays e a qual ele ficaria atrelado pagando uma expressiva porcentagem como compensação dessa operação que levava várias horas para ser concluída.Em Recife,a poucas semanas, foi desbaratada uma quadrilha que fazia recrutamento de gays masculinos logo no início da atividade explícita de gays, geralmente aos 14 anos.O serviço escravo de prostituição de gays é formado por  uma rede que abarca todas as cidades do interior do Brasil e que as autoridades desconhecem.  

Via: http://buenosaires-municipio.blogspot.com.br
Leia Mais...
0

A Ostentação do Poder e As Eleições do CCSE – UEPA

quarta-feira, 25 de abril de 2012.

Durante estes últimos dias vi e ouvi coisas inacreditáveis, para minha ingrata surpresa, se é que se pode chamar de surpresa, a luta pelo poder em uma instituição como a universidade é bem pior e bem mais perversa do que a política partidarista e olha que daí eu posso tirar alguma conclusão já que se vão mais de dez anos militando. Aberto o período eleitoral vi gente que se escondia mostrar a sua face mais sombria tudo em nome da permanência e desta demente sensação de liberdade dos que congratulam por estar no poder a décadas e tem uma única meta para suas vidas muito “interessantes”, passar se possível a vida toda lá, agarrados no poder, é o que alguns diriam “não largar o osso”.
A ética? Foi pra cucuias! Além dos factóides, vi gente que conhece a história deste centro e dos cursos legando o nome e a carreira de seu adversário ao mais profundo poço de lama. Numa verdadeira dança de chacais o verdadeiro ponto de ebulição da coisa passou a ser a simples disputa pelo poder e o que deveria ser a proposta principal da plataforma que é o bem estar da comunidade acadêmica foi para o ralo, foi para o ralo como deve ir meia dúzia de promessas jogadas a esmo.
Quando faço a leitura das futuras coordenações de curso o cenário é ainda mais devastador. Não consigo entender como uma comissão eleitoral deixa passar esse descalabro de apenas 23% necessário para se eleger uma chapa, ora mais diz nossa constituição e demais veículos legislativos que para se eleger é preciso (necessário) 50% mais 1, mas como aqui tudo é de outro modo, do modo que eles mandam, qualquer numero ta bom.
Infelizmente posso afirmar que até dentro (talvez mais lá do que em outro lugar) da academia pensamentos que levem ao machismo, a homofobia, a mísogenia, ao racismo, facismo e o preconceito contra o idoso tenham ganhado tanta ressonância, como um aporte para o continuísmo tudo parece bom porque não lhes é “estranho”.
Este tipo de pensamento pequeno me estanha e me causa espanto, às vezes horror, terror, pavor e no fim desolação.
Vou hoje as urnas protestar. Primeiro anularei meu voto para coordenador de curso e em seguida votarei na chapa Unidade, Competência e Democracia da Professora Marize Duarte, pois não consigo ver alguém que ache e tenha bradado por aí que os alunos são inúteis e não servem para nada tenha capacidade de estar à frente de um centro como o nosso.
Depois da batalha contam-se os cadáveres, que vença quem puder.
Leia Mais...
0

Sem Palavras

terça-feira, 24 de abril de 2012.
Leia Mais...
0

Você conhece o Mário?

segunda-feira, 23 de abril de 2012.
Antes que alguém venha com aquela piada sem graça de aquele que saiu do armário, vou logo avisando que o Mário em questão é uma personalidade que conheci em 2010 quando estava trabalhando na equipe do Pro - jovem Urbano e tive contato com todos os funcionários que haviam passado no concurso público da Seduc e, diga-se de passagem, os que entraram para trabalhar no Colégio Antônio Lemos são pessoas incríveis. Entre eles o Luiz Mário que é vigilante no colégio e é uma das pessoas mais inteligentes com quem já tive contato, tem Um Prologo em um dos livros do Jornalista Lúcio Flávio Pinto, é militante de movimento social, anarco-socialista e um bom debatedor.
Creio que por estes motivos sempre achei que o Gabriel o Pensador através de inspiração tenha feito a musica Mario sem saber pra ele, duvida? (Veja letra e música abaixo da postagem) tem um trecho em especial que diz assim: você conhece o Mário? Cansou de ser otário/ debate com qualquer político/ autoridade ou autoritário/ do executivo ao legislativo/ a mega empresário/ ninguém nesse mundo é páreo/ pro Mario mostra bem o caráter de libertário que o Mario da musica tem e que o amigo Mario também segue.
Fazendo a postagem, pois além de lembrar do amigo, acabei de ler alguns materiais que ele me passou a algum tempo por e-mail, mas por problemas na minha conta do r7 não estava conseguindo ler. Descobri que o amigo esta escrevendo quinzenalmente para o blog do Bruno Marques e como era de se esperar são textos muitos bons de conteúdo e de reflexão. Por conta da universidade acabei perdendo contato, mas eu gostava de debater com o amigo, sempre muito proveitosas nossas conversas, sempre aprendi muito com nossos diálogos.  

Música:


letra: 
O pequeno Mário, dentro do berçário, era feito carta em envelope sem destinatário.
Um menino sem destino, se nome no cartório, ficou num orfanato até o sexto aniversário.
E foi parar num seminário, onde um padre fez o Mário conhecer o ABCDário.
Aprendeu a ler a bíblia e o dicionário.
E aos doze já sabia escrever um diário.
O diário era o seu melhor amigo, onde o Mário confessava o seu desejo proibido de ser bibliotecário... e conhecer uma mulher... e todos os gêneros literários.

Mário! Você conhece o Mário?
Cansou de ser otário.
Mudou de profissão, virou revolucionário.
Vai Mário, vai Mário, vai Mário!
Você conhece o Mário?
Cansou de ser otário.
O Mário tá na área e não tem páreo para o Mário.
Vai Mário, vai Mário!

O garoto Mário, lá no seminário, era feito um peixe fora d'água, preso num aquário.
Preferiu ir pra cidade, mais um operário.
Quinze anos de idade, menos de um salário.
Menos do que o necessário; vida dura dividida entre a leitura e o trabalho.
Aos 16 já era um líder comunitário, era um jovem lutador e solidário.
Aos 17 era boy num escritório.
Aos 18 fez serviço militar obrigatório.
Mataram um soldado e precisavam de um bode expiatório.
O Mário era rebelde e foi pro interrogatório.
Inocente até que provem o contrário, foi torturado e virou presidiário.
E lá dentro teve tempo de arrumar seus pensamentos de um modo extraordinário.

Mário! Você conhece o Mário?
Cansou de ser otário.
Mudou de profissão, virou revolucionário.
Vai Mário, vai Mário, vai Mário!
Você conhece o Mário?
Cansou de ser otário.
O Mário tá na área e não tem páreo para o Mário.
Vai Mário, vai Mário!

Soltaram o Mário antes do horário - a imprensa descobriu seu julgamento arbitário.
Divulgou a sua estória e os seus comentários, sua vida e o seu discurso libertário:
- Todo ser humano tem direito a ser alguém e tem direito a ter um bem do bom e do melhor.
Melhor pra todos nós se todo ser humano tem direito à sua vez e tem direito à sua voz.
Padres e mendigos, freiras, prostitutas, todos são iguais, todos têm direito à paz, todos têm direito à luta.
Direito e dever de saber e de ver e fazer acontecer.
Todos têm direito de mudar!
Nem todos que sonharam conseguiram, mas pra todos conseguirem todos têm que ter a chance de tentar.
Não tem pra ninguém!
Mas tem que ter pra todo mundo e pra mim também!

Refrão

Missionário sem religião (sem religião!), conquistou uma legião, uma multidão, na sua missão contra a omissão em todos os cenários:
urbanos, suburbanos e agrários.
Mas o seu discurso igualitário foi ficando cada vez mais duro, mais maduro, incendiário!
Incomodando os poderosos e reacionários, que já queriam ver seu nome no obituário.
Mas o Mário tava em todos os noticiários, nas escolas, nos "campus" universitários, nas favelas, nas bocas, nas bancas, nas ruas, nas fábricas, em todos os lugares! - E o Mário rebate qualquer argumento contrário ao seu ideário.
Debate com qualquer político, autoridade ou autoritário; do executivo, do legislativo ou judiciário; latifundiário ou megaempresário; qualquer mercenário do Fundo Monetário...
Ninguém nesse mundo é páreo pro Mário!
E o Mário, que era só um João Ninguém, leu, escreveu, conheceu e foi reconhecido.
Cansou de ser otário. E pra quem ta cansado também, o Mário é um exemplo a ser seguido.
Leia Mais...
0

Os Foras da Lei

sábado, 21 de abril de 2012.
Calma lá que vou explicar do que se trata a postagem, pois o titulo da margem pra muita pagina e pano pra muita manga. Intonce1, venho a algum tempo me ocupando de escrever sobre transporte público municipal, pois além de ser um dos atingidos pelo serviço insuficiente que é prestado, sei também que em valores econômicos a classe mais atingida é o povo, já que tanto nossos “queridos” políticos como nossos magistrados míopes andam de carro particular e não precisam usar transporte público, mas, enfim...
A postagem de hoje é mais um daqueles sustos que viram postagem. Estava cá eu fazendo a minha volta rotineira na blogosfera quando visito o Blog do Denis Braga e me deparo com uma postagem que responde muito de um dos tópicos mais abordados por mim. A postagem dá conta de      que já existe uma lei de meia passagem e que dá inclusive as regras básicas de instituição da mesma desde o ano de 2001. Só não ficou claro é se esta dita lei foi ou não homologada, pois se foi homologada, como parece que foi, isso explicaria quase todos os eventos bizarros, vamos a eles:
1º - Porque o prefeito depois de uma manifestação a favor da meia passagem falou a extinta TV Tacajos com ar de riso onde afirmava “que a manifestação não tinha sentido, pois já existe meia passagem” de fato se a lei é valida desde 2001 isso significa que em parte ele está certo, mas por outro lado a tarifa cobrada aos estudantes não corresponde à meia de jeito maneira.
2º - A empresa continua “aceitando dar desconto” apesar de alguns casos à parte e não aboliu de uma vez a meia que não é meia.
3º - O pior de todos é que se a lei existe isso significa dizer que a anos a Expresso Modelo está cobrando uma tarifa abusiva de uma parte da população e que os responsáveis por fiscalizar o respeito a lei e cobrar as que se desviam dela estão sendo omissos (só para ser gentil e não dizer que estão de conluio) tanto Câmara de Vereadores quanto Ministério Público estão cegos ou com miopia aguda, a prefeitura por sua vez sempre “prestativa” disse que existe a meia passagem, mas não informou a população que ela é lei e que, portanto, lei é pra ser cumprida ou não?    
Eu como cidadão desta terra abençoada por Deus quero explicações já, pois se assim for o grupo de estudante da cidade que não está satisfeita com a situação pode entrar com uma medida judicial para fazer cumprir a lei. Uma ação civil pública para que os irresponsáveis tratem o cidadão com o devido respeito.
Nessa briga eu me meto e assino a ação se preciso. O blog fica a disposição de quem quiser se manifestar, só não espírito ruim, o umbral não é legal.
Olha a lei do Blog Denis Braga:
Lei de Meia Passagem de Santa Izabel do Pará
LEI Nº 27/01 DE 18 DE JUNHO DE 2001.

... A CÂMARA MUNICIPAL DE SANTA IZABEL DO PARÁ, ESTATUI E APROVA SEGUINTE LEI:

ART. 1º - FICA A PREFEITURA DE SANTA IZABEL DO PARÁ, AUTORIZADA A DETERMINAR A TODOS OS ESTUDANTES IZABELENSES, O BENEFÍCIO DA MEIA PASSAGEM, PELA TARIFA REDUZIDA A METADE, SEM ÔNUS AOS COFRES PÚBLICO MUNICIPAL, OU QUAISQUER CONTRA PARTIDA, EM TODOS MEIOS DE TRANSPORTES POR CONCESSÃO E PERMISSÃO MUNICIPAL EM NOSSA JURISDIÇÃO CIRCUNSCRIÇÃO.

ART. 2º - FICA DETERMINADO QUE A CONCESSÃO DE MEIA PASSAGEM NOS MEIOS DE TRANSPORTES DO NOSSO MUNICÍPIO E OU MEIO INGRESSO, NAS ATIVIDADES SOCIO CULTURAIS E DESPORTIVAS, NOS TEATROS, SHOWS MUSICAIS, CINEMAS, ESTÁDIOS DE FUTEBOL OU SIMILARES, MEDIANTE A APRESENTAÇÃO DA CARTEIRA ESTUDANTIL, EXPEDIDA PELO EXECUTIVO MUNICIPAL DE SANTA IZABEL DO PARÁ, ATRAVÉS DA SECRETARIA COMPETENTE.

ART. 3º - ESTA LEI ENTRA EM VIGOR NA DATA DE SUA PUBLICAÇÃO, REVOGADAS AS DISPOSIÇÕES EM CONTRÁRIO.

CÂMARA MUNICIPAL DE SANTA IZABEL DO PARÁ, EM 18 DE JUNHO DE 2001 



1 Dependendo do contexto em que é empregado pode significar então, talvez, vamos lá e só isso.
Leia Mais...
0

Cartas da Amazônia Máquina de desenvolver ou cavalo de Troia?

quarta-feira, 18 de abril de 2012.
Por Lucio Flavio Pinto 
A privatização da Companhia Vale do Rio Doce completará 15 anos em menos de um mês, no próximo dia 6 de maio. Apesar desse tempo decorrido, até hoje tramitam ações na justiça para desfazer a venda da CVRD, fazendo-a reverter à condição de estatal. Não é uma questão encerrada, uma página virada da nossa história recente,
Para os mais céticos, que se consideram apenas realistas, essa meta é mais do que utópica: é impossível. Apontam para os sucessivos recordes que a empresa bateu durante essa década e meia, consolidando de vez sua condição de companhia privada.
O lucro líquido do ano passado, o maior de todos os tempos, foi equivalente a 30 bilhões de dólares. É quase 10 vezes mais do que o valor pago pelo consórcio vencedor do leilão de 1997 por 42% das ações ordinárias da então estatal.
O preço de venda é um dos nós engatados na consciência da opinião pública nacional. Até a revista especializada europeia Euromoney admitiu que o preço de mercado tivesse que ser pelo menos três vezes superior aos US$ 3,3 bilhões desembolsados pelo consórcio liderado por Benjamin Steinbruch.
Ele surpreendeu ao superar o lance do outro consórcio, comandado pela Votorantim, da família Ermírio de Moraes, que era considerado favorito, por ser o representante maior da cultuada "burguesia nacional". A surpresa não durou muito: logo Steinbruch se desligou da Vale, concentrando os seus negócios na Companhia Siderúrgica Nacional, também ex-estatal.
Essa nova surpresa levou muitos observadores a levantarem suspeita sobre quem seria o dono de fato da empresa. Não era uma dúvida qualquer. Ao ser privatizada, com 43 anos de existência, a Vale já era a maior vendedora de minério de ferro do mundo.
Tinha uma das maiores frotas de grandes navios graneleiros do mercado. As melhores jazidas de minérios do país. E um invejável sistema de transporte. Era a mais cobiçada das pedras da coroas que o Estado brasileiro exibia, no híbrido capitalismo nacional.
Esse poderio só fez se expandir — e a uma velocidade sequer suspeitada — desde 1997. A Vale produz três vezes mais, tem o maior sistema logístico que uma corporação particular opera em qualquer lugar do planeta, atua em 16 Estados brasileiros e em 36 países, tendo meio milhão de pessoas como seus empregados ou dependentes diretos.
Consolidou-se como a segunda maior mineradora do mundo — e a mais diversificada. É a maior empresa privada do Brasil, a maior do continente e uma das 20 maiores do mundo. De cada 10 dólares que entram no caixa do tesouro nacional como resultado de exportações, US$ 2 resultam de atividades da Vale no exterior.
Privatizada, ela se tornou gigantesca como jamais se podia imaginar. Parece mais estatal do que nunca, embora tenha se tornado uma das mais visceralmente privadas das corporações mundiais. É das que mais distribui dividendos aos seus acionistas, como efeito da busca por lucros cada vez maiores, batendo recordes sucessivos de rentabilidade.
A grande alavanca se formou em 2005. O preço do minério de ferro disparou para patamares nunca antes imaginados, como diria Camões (ou Lula). A Vale chegou a ser, durante certo tempo, maior do que a Petrobrás.
A mudança drástica se deveu ao consumo incrível da China. Os chineses absorvem um terço do minério do mundo. É para eles que vão 60% do ferro escoado pelo maior trem de carga do mundo, desde a província mineral de Carajás, no Pará, sem similar na Terra, até o porto da Ponta da Madeira, no Maranhão.
Haveria um agente oculto nessa oração? A pergunta suscita todos os tipos de teorias conspirativas, mas não há fantasmagorias nas ilações. O Bradesco é o maior acionista privado da Vale, mas não podia ser portador de ações. As regras do leilão proibiam que dele participasse o responsável pela modelagem da privatização. E o modelador foi o Bradesco.
As normas da venda também vedavam o ingresso na sociedade dos compradores de minério de ferro. Era lógico: haveria conflito de interesses se alguém vendesse e comprasse ao mesmo tempo. Mas a japonesa Mitsui é a maior acionista estrangeira da Vale.
Como esses absurdos se tornaram possíveis?
Em tese, mesmo privatizada, a Vale é uma empresa brasileira: 65% do seu capital votante pertencem a pessoas ou instituições diomiciliadas no país. Através de fundos estatais e do seu banco de desenvolvimento, o BNDES, o governo brasileiro tem 41% das ações ordinárias, que conferem decisões aos seus portadores.
O executivo federal detém ainda as ações especiais Golden Share, que lhe dão certos poderes diretos sobre a gestão da companhia. Por que, então, o governo vive a reclamar do que a Vale faz, como se lhe fosse um estranho? Por que não previne situações ao invés de se opor a elas depois, quando já se transformaram em fatos consumados?
A Vale se especializou em distribuir dividendos, cada vez maiores. De uma empresa assim talvez seja mais interessante comprar ações preferenciais, que, como o nome diz, conferem direito de preferência na partilha dos lucros. Estas ações são controladas por investidores privados — e estrangeiros, que se concentram na bolsa de Nova York.
Especializada na venda de commodities minerais, a Vale também está atrelada aos compradores, com ênfase especial na China. Atrelamento perigoso. Tanto mais quanto o grau de endividamento da empresa em moeda estrangeira constrange sua apregoada autonomia.
Venalidades e aviltamentos de valor à parte, o mais grave no processo da privatização da CVRD foi a falta de informações ao cidadão, que, como o povo, durante a madrugada em que o Brasil dormiu imperial e amanheceu republicano, viu a tudo bestializado.
O governo não privatizou apenas uma estatal: ele entregou poder equivalente ao de um Estado a uma única empresa; entregou um país. O país Vale. O país Brasil não pode ignorar que em seu território age um país Vale. Como catapulta do desenvolvimento ou cavalo de Troia.
Com tais preocupações, decidi criar um blog empenhado em revelar a poderosa Vale para os brasileiros, para que eles sejam efetivamente seus donos, não apenas nominalmente. Só se domina o que se conhece. De fato, em profundidade, com substância.
Todas as pessoas com o mesmo interessem podem participar dessa roda de conhecimentos. Do diálogo talvez se consiga montar um painel revelador, denso e sólido, sobre a atividade da Vale, da qual depende parte considerável dos destinos nacionais.
É um momento propício a essa iniciativa. O Brasil se esforça por aumentar a taxa incidente sobre a mineração. Uns querem elevar a alíquota, que é baixa. Outros defendem ampliar a base de cálculo (que não inclui seguro, transporte e imposto, apenas o custo direto de produção do minério). Essas falhas impedem o Brasil de participar decentemente nos resultados da atividade mineral.
Minha proposta é para que se cobre participação nos lucros da empresa de mineração. O argumento que ela usa contra taxas mais elevadas ou de maior retorno é que afetam a sua competitividade internacional. A alegação não pode ser aplicada à participação no lucro líquido.
Se o poder público tivesse direito a 10%, teria recebido no ano passado o equivalente a três bilhões de dólares. Não é mais interessante e justo? Manifeste-se acessando o blog: www.valeqvale.wordpress.com. O debate já foi servido.
Via: Portal Yahoo.
Leia Mais...
0

A Serviço de Quem?

terça-feira, 17 de abril de 2012.
Senti-me na obrigação de fazer uma postagem logo na retomada do blog sobre a “insuspeita” empresa de prestação de serviço urbano Expresso Modelo. Nesta demarcação é preciso fazer um retorno ao nosso passado não tão distante. A empresa Expresso Izabelense vinha caminhando normalmente e não dava sinais de dificuldade financeiras até que o seu proprietário fez a passagem para o mundo dos espíritos e os novos administradores não deram conta de manter a empresa, resultado “quebrou que apartou”1 e é exatamente neste limiar que uma das maiores no transporte deste estado viu uma boa possibilidade de negócios e claro $$$$.
As passagens no serviço de transporte público, pois o transporte é público a empresa é apenas prestadora de serviço, nesta urbe sempre estiveram equiparados com o serviço prestado na capital, com a entrada da Modelo isso se modifica, a passagem tem uma elevação de mais de 100% e a desculpa inicial era de novos ônibus, novos funcionários e que todos os ônibus tinham condicionador de ar, mas o tempo passou os condicionadores quebraram e os ônibus já nem são mais o que foram um dia, no entanto, como sempre acontece a empresa com total apoio do atual prefeito Marió Kató se arvoram na idéia de que assim como a expresso Izabelense se a Modelo passar a adotar tarifa igual a de Belém irá quebrar, o que é um absurdo que já foi desmistificado por mim aqui nesta postagem: Antesdas Eleições VI Parte.
Algumas perguntas não querem calar, por exemplo: Por que Santa Izabel entrou na Região Metropolitana de Belém e a prestação de serviço ainda é considerada pelas autoridades como transporte intermunicipal? Por que o órgão fiscalizador do transporte urbano é a Arcon que é responsável pelo transporte intermunicipal e não a empresa pública da Região Metropolitana? Por que os vereadores não regulamentarão essa questão e apresentaram projeto de lei para legalizar a meia passagem, por exemplo?
As perguntas acima pairam como peido podre, mas por nada se obtém uma resposta. Lembro que quando as coisas começaram a pegar pro lado da Modelo e a cobrança veio, eles utilizaram o slogan que a “Expresso Modelo está a Serviço do Usuário de Santa Izabel do Pará”, será mesmo? Já não bastasse a tarifa cobrada de R$3,25 e a meia passagem que é R$1,75, mas espera aí metade de R$3,25 é R$1,75? Agora fica ainda mais gritante o descaso da empresa que não quer fazer investimento e mandar instalar câmeras nos ônibus para coibir a ação de assaltantes que já viraram sócios da casa e vira e mexe entram nos ônibus humilham os passageiros e levam tudo que eles têm, o descompromisso é real e faz com que soframos na pele.
Como ainda não terminaram as perguntas fica mais uma duvida: se o senhor João Sampaio dono da Expresso Modelo vai ser candidato a vice-prefeito em uma chapa já considerada por muitos imbatível, como ficará está relação com alguém que já influenciava em espaço político e agora ocupa um? Estavam fazendo um levantamento dentro dos ônibus pedindo documento de identificação e anotando, o que quereria fazer com este dado a empresa? Será há a possibilidade de suspensão desta meia que não é meia?
Por enquanto tenho uma única certeza que o futuro é incerto e que estas eleições podem mudar de uma maneira como nunca as vidas dos cidadãos desta cidade e de Castanhal.
Leia Mais...
1

Afiando as Garras

segunda-feira, 16 de abril de 2012.

Na postagem de hoje como prometido reabro o blog e como eu tinha prometido novidades para poder dar uma pausa, então, vou explicar agora algumas coisitas, pois não pretendo retornar a isso. Momento mais oportuno não há.
Estava cá vivendo um dilema sem fim e que precisava de reflexão e estudo, é do conhecimento do público que este blogueiro passou a perceber alguns problemas na busca ou construção de uma sociedade socialista, estou a mais de dois anos lendo e estudando tudo que posso sobre Marx e o movimento que o sucedeu chamado “marxismo” e aliado a este toda (sem brincadeira) a literatura existente sobre o Anarquismo, motivo pelo qual estou escrevendo com um amigo da universidade um artigo sobre Anarquismo e Cristianismo, agora mais calmo e com certo alivio intelectivo parece que as marés de Março estão se indo do meu cérebro.
Outro ponto, não menos importante, foi a duvida que me sucedeu em que caminho dar a este veiculo de comunicação. O blog como vocês percebem é um “mistão” tem tudo quanto é informação aqui e estava já seguindo este modelo de publicação a mais ou menos dois anos o que me deu tempo suficiente para analisá-lo, o editor William já vinha me dizendo que achava que estava meio que uma anarquia o blog, não fosse o tom pejorativo juro que gostaria que estivesse assim. Dividido sobre estes espectros; conteúdo acadêmico, qualquer coisa (outras porcarias) e conteúdo jornalístico o blog vinha caminhando, me ocorreu se eu não deveria mudar para um destes, ou, deixaria tudo como está só que com algumas mudanças.
Por fim, tinha me ocorrido, com o blog parado, que o blogueiro utiliza certas categorias aqui que não são do conhecimento geral e às vezes torna o conteúdo da postagem de difícil entendimento, mas agora vou me preocupar em esclarecer bem as categorias aqui utilizadas de agora em diante.
A aparência do blog por enquanto permanece assim, pois fui deixar aberto aqui para anônimo e mandaram um monte de codecs e vírus que o blogger não aceitou instalar um novo modelo e por isso o editor William está trabalhando nisso. Muito em breve o layout vai também mudar dando fim ao ciclo de modificações do blog do Tiago Sousa.
Conclusão: a estrutura de publicação mudou, geralmente só irá aparecer uma nova postagem e quando for trabalhar com frases, charges e vídeos serão para tornar um canal reflexivo e de analisem dos mesmos. O layout do blog por enquanto ficará assim até que se de solução as problemas técnicos. Volto ainda mais acido e os FDPs que se cuidem!
Voltei!
Leia Mais...
1

Voltamos na Segunda dia 16

quinta-feira, 12 de abril de 2012.

A partir desta segunda feira dia 16 de Abril o Blog do Tiago Sousa volta as suas atividades normais, depois desta longa pausa de mais de um mês sem publicações veremos como abordar aqui alguns temas que são sérios e importantes e que farão ou darão a tônica nas eleições deste ano e no futuro da minha cidade, também tem a eleição para diretor de centro da universidade do Pará e para coordenadores de curso e algumas coisas também que trataremos.
No momento basta dizer que esta pausa foi imprescindível para este blogueiro organizar melhor os seus pensamento e refletir sobre alguns temas que me parecem caros e que vinham sendo protelados e agora chegou o momento de fazer decisões, ou seja, é hora de cisões também.
De certo o blog vai mudar porque o blogueiro também faz mudanças e isso afetará o resultado final deste. Posso adiantar que ficarão visíveis as pessoas que ajudam o blog a funcionar como o blogueiro Rodrigo e o William que ficarão como editores visíveis para vocês e a estrutura do blog aos poucos vai chegar aquilo que considero como sendo o ideal, não no sentido de visão futurística de algo que seja sonhado, mas como concretude da realidade que já existe e que ficará mais nítida de agora em diante.
Resta apenas esclarecer uma ultima coisa o blogueiro parou porque houve a necessidade de se fazer uma analise que não daria para fazer se não me afastasse do blog, agora mais ciente do meu objetivo volto com muito mais firmeza e convicção do que estou fazendo.
Queria por ultimo agradecer as pessoas com quem conversei nestes dias e que de uma forma ou de outra contribuíram e contribuem para minhas indagações: Professora Minervina Souza, Diego Sousa, Professor Luiz Carlos, Luiz Santos, meus editores William Gonçalves e Rodrigo Souza, Profº Bruno Marques, meus leitores via facebook, email e twitter e todos que não tem uma comunicação direta, mas me mandam uma energia positiva (meio místico) e ajudam com que eu tenha energia suficiente para ficar às vezes até as três da manhã acordado para dar vida ao blog.
A todos meus agradecimentos!
Leia Mais...
 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |