Jesus Para Além do Cristianismo

domingo, 23 de abril de 2017.
           

            Toda vez que se escuta falar de Jesus ou das sagradas escrituras e esse discurso tende a um caminho que é diferente do “acolhimento” este discurso ou está equivocado ou ele não representa em nada o caminho apontado por Cristo, os motivos eu exemplifico a seguir:
            Dizem alguns que Gandhi ao ser questionado sobre a religião que seguia deu em resposta que todas eram a sua religião a medida que todas aproximam o homem de Deus, questionado então de porquê não era cristão ele teria dito “me aponte um único sacerdote que use como regra de suas pregações o sermão do monte e a partir deste dia eu serei”, caso você nunca tenha lido ou ouvido falar no sermão da montanha é aquele trecho especial no novo testamento onde Jesus descreve com detalhes o fundamental de sua obra não se irar contra ninguém e quando acontecer pedir perdão, não matar, não deixar que ninguém passe necessidade se tens como ajudar, se ofender a alguém procurar se reconciliar, mas se o ofendido for você aguentar a ofensa e nunca revidar ainda que ela evolua para a violação física.
            Talvez baseado em uma perspectiva parecida com a de Gandhi que o teólogo Jacques Elllul teria dito certa vez que se o cristo que o movimento institucional cristão passou a pregar existisse de fato ele seria o primeiro a querer vê-lo morto. Outro estudioso do novo testamento Liev Tolstói acreditava tanto na filosofia de não agressão pregada por cristo e nos ideias de acolhimento do próximo que dedicou os finais de sua vida a tentar adotar essa filosofia para sua própria vida o que parece ter resultado em muitos de seus desentendimentos com sua esposa e com a sua trágica fuga para as estações de trem e daí para sua morte em Astapovo.
            Jesus sabia que segundo as leis divinas só há uma maneira de conseguir alcançar a Deus e está maneira é aceitando o seu irmão do jeito que ele é, sem julgamentos, sem criticas e sem agressão a qualquer coisa que seja e quando isso por ventura acontecer é sua obrigação como adorar de Deus procurar pedir perdão e se reconciliar com o seu irmão, antes mesmo de tentar procurar a Deus novamente, pois como iria você atrás de Deus sem antes ter conseguido se quer amar o teu próximo. O sábio Vernard Eller acreditava que o fundamento da filosofia de cristo só poderia ser atingida por aqueles que entendem a necessidade de se alijar das instituições e dos malefícios e vícios que ela traz consigo.


            Eu não tenho duvidas de que a base da mensagem do sermão do monte e de toda a vida de cristo é condensada no acolhimento ao próximo, mas se existe um meio fácil de chegar a isso é óbvio que não, o que provavelmente foi motivo para que muitos duvidassem da possibilidade desta forma de viver e que aqueles que tentaram fossem vistos como além do humano e propriamente “santos” como alguns foram taxados e se são sobre-humanos não podem ser comparados com a maioria. Mas será mesmo que essa forma de exergar as coisas é certa? Será que o ideal Cristico não passa de um ideal? Veremos nos próximos posts (continua...)

Inté! Abrações fraternos!  

Comentários:

 
Blog do Tiago Sousa © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |